Serviços vão ser alterados a partir de sexta, devido à fase amarela

Fase amarela restringe horário de funcionamento | Foto: Claudinho Coradini/JP

A Prefeitura de Piracicaba confirmou que, devido ao aumento de casos positivados da covid-19 em todo o estado, a cidade regressará da fase verde à fase amarela a partir desta sexta-feira (4). O decreto de reclassificação do Plano São Paulo, anunciado no início da semana pelo governador João Doria, foi assinado na terça-feira (1º) pelo prefeito Barjas Negri (PSDB).

As principais alterações serão o funcionamento de serviços não essenciais, que deverão ter ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local. Estabelecimentos comerciais, incluindo comércio de rua, shoppings centers, academias e prestadores de serviço poderão funcionar por 10 horas, duas a menos que na fase verde.

Já no caso das academias, a capacidade passa de 60% para 30%, com 10 horas de funcionamento diárias. Bares, restaurantes e similares, destaca a Prefeitura, poderão funcionar, com consumo no local, também por 10 horas diárias, mas podem ficar abertos até as 22h, e não mais até as 23h, como na fase verde.

Ainda segundo o Poder Público, atividades culturais, convenções e eventos com público em pé estão proibidos na fase amarela, também com queda na capacidade de 60% para 40%.

AUMENTO DE CASOS
Piracicaba registrou 347 novos positivados em apenas três dias, de segunda-feira (30) até ontem. São três dias seguidos em que a cidade tem, diariamente, ao menos 100 novos casos. Na quarta-feira (2), foram 117, sendo 51 homens, com idades entre 4 e 84 anos, e 66 mulheres, de 4 a 82 anos. O boletim também aponta mais um óbito – uma mulher de 71 anos. Ainda neste período de três dias, de segunda a quarta-feira, é a quarta morte por covid-19 registrada em Piracicaba.
Agora, a cidade contabiliza 380 óbitos pela doença do novo coronavírus. Ao todo, desde o início da pandemia, a cidade tem 18.898 casos confirmados e, atualmente, são 1.316 casos suspeitos, além de 867 em tratamento, de acordo com o boletim. Desde março deste ano, foram 42.474 casos descartados e 17.651 casos recuperados.

Erick Tedesco

Leia mais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezesseis + 20 =