Professora Helena Macchi iniciou a piracicabana Nicole Pircio na Ginástica Rítmica

A técnica Helena Macchi estará na torcida para a piracicabana nesta sexta, em Tóquio - Crédito foto: Alessandro Maschio

A torcida piracicabana tem mais um bom motivo para ficar ligada nestes últimos dias dos Jogos Olímpicos de Tóquio/2020. A ginasta piracicabana Nicole Pircio Nunes Duarte, integrante da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica, vai entrar em cena nesta sexta, dia 6, a partir das 22h, para representar o Brasil nas classificatórias por equipe, no Centro de Ginástica Ariake, em Tóquio.

A ginasta, que completou 19 anos logo que chegou ao Japão, é a primeira representante de Piracicaba na história da Seleção Brasileira Adulta de Ginástica Rítmica. Nicole que atualmente vive e treina em Aracaju (SE), aprendeu os primeiros movimentos nas aulas da modalidade oferecidas no Colégio Tales de Mileto.

A diretora Iza Vitti lembra com carinho da aluna dedicada e carinhosa que permaneceu no colégio por quatro anos. “Era uma aluna disciplinada, estudiosa e que conta com um apoio gigante de sua família em tudo o que faz. Ela sempre demonstrou amor pela modalidade e se destacava por sua alegria. A convocação para a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos é um prêmio merecido para uma atleta que ama o que faz.” – relata Iza Vitti.

A professora e treinadora, Helena Macchi é outra torcedora que vai acompanhar com atenção todos os movimentos da piracicabana em Tóquio. Ela e a professora Mariana Winterstein foram as responsáveis pelos primeiros contatos da Nicole com a Ginástica Rítmica.

A atleta leu uma notícia no Jornal de Piracicaba sobre a realização da seletiva para a escolha de meninas para integrar a equipe piracicabana. Helena lembra que a menina chegou com vontade de ser atleta e seguir carreira na modalidade. “Ela sonhava em ser ginasta, mas não sabia como atingir esse objetivo. Viu a reportagem no JP sobre a seletiva e assim passou a treinar e a aprender as coreografias e os movimentos da modalidade.” – conta Helena que ainda elogiou a dedicação da menina que iniciou a carreira com 10 anos:

“O processo pedagógico oferecido a Nicole respeitou todas as fases de desenvolvimento da atleta, que era dedicada e por conta própria, repetia os exercícios e os movimentos em sua casa. Sempre teve um sorriso no rosto e demonstrava sua importância para a equipe. O nosso papel como professoras foi ajudá-la a encontrar o seu caminho na ginástica para que ela pudesse viver o seu sonho. A participação dela nos Jogos de Tóquio é uma demonstração de que é possível alcançar nossos objetivos. Tenho certeza de que ela vai representar o nosso país com alegria e dedicação.” – ressalta Helena.

Nicole Pircio integra a equipe da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica ao lado das companheiras Beatriz Linhares, Deborah Medrado, Geovanna Santos e Maria Eduarda Arakaki. A treinadora brasileira é Camila Ferezin.

“Vários critérios foram levados em consideração para que chegássemos a esses cinco nomes na convocação para Tóquio. Fizemos vários testes, mudamos posições e essa composição foi a que melhor se adaptou ao que precisávamos para as competições em Tóquio.” – afirmou a treinadora Camila.

Em Tóquio, o Brasil tentará alcançar a final olímpica pela terceira vez na Ginástica Rítmica. O conjunto ficou entre os oito melhores do mundo em Sydney/2000 e Atenas/2004. 

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

6 + 3 =