Piracicabana lança livro ao combate e prevenção à violência sexual infantil

Foto: Divulgação

Obra literária de ficção aborda o tema de maneira lúdica para o público infantil

Atriz, arte-educadora e pedagoga Vânia Lima iniciou uma aprofundada investigação sobre o abuso e exploração infantil e juvenil no ano de 2015 junto a Companhia Narrar. Durante a trajetória de apresentações ao longo de cinco anos, Vânia Lima percebeu que este tema deveria ser abordado com crianças da educação infantil, com um material que não fosse efêmero como o espetáculo teatral, e sim com algo que permanecesse na escola. O livro “A Fada e a Sombra” – que vai ser lançada hoje, 18, no Sesc Piracicaba – partiu de uma ideia da criação de uma obra literária que fosse capaz de fomentar discussões e ser uma grande aliada na proteção de crianças contra o abuso sexual.

O principal desafio era construir uma literatura de forma lúdica, de fácil compreensão para crianças, e ao mesmo tempo, que pudesse ser um material facilitador para educadoras e educadores abordarem o tema em sala de aula. Todas as escolas municipais de educação infantil e de ensino fundamental I receberão uma cópia do livro que, além da narrativa, virá com atividades pedagógicas que levará as crianças a refletirem sobre a história.

“A disponibilização desse material pode ser uma grande ferramenta de empoderamento para meninas e meninos sobre a integridade corporal, intimidade e consentimento, sentimentos e tipos de toques de carinho ou abusivos. É exatamente isso que “A Fada e a Sombra” retrata em sua literatura”, afirma Vânia Lima.

ILUSTRAÇÕES
A ilustração foi pensada em ser mais lúdica, com traços infantis e tem como referência estética a técnica de lightpainting, onde a luz se torna o principal elemento em cenários escuros e sombrios.

Segundo Vânia Lima e o ilustrador Fabio Andrade, o livro será todo em preto, diferentemente dos livros infantis que são coloridos. “Esse vai ser escuro, e o que emana luz são os seres que estão ali”.

O livro é acompanhado por atividades pedagógicas e tem orientações e apoio pedagógico para professores com sugestões de como abordar o abuso sexual com seus alunos. Tem vídeos de apoio com as participações da 1ª vice-presidente do Ipam juíza Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira, da psicóloga Beatriz Lorencini e da professora Patrícia Torres. “Todos podem ser reproduzidos por meio do QR Code”, adianta Vânia Lima.

Fernanda Rizzi
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

14 + 8 =