Piracicabano assume seleção como auxiliar técnico e já mostra resultados em torneio sul-americano

Foto: Divulgação

‘Mangue Seco’ conquista duas medalhas com Isac Lucca; agora, o foco é a Copa América, em março

Dono de mais de 60 medalhas e três cinturões conquistados como lutador de kickboxing, Vitor Wagner ‘Mangue Seco’, piracicabano de 56 anos, começou com o pé direito a carreira de treinador. Em dezembro do ano passado, Mangue Seco foi convocado pela Confederação Brasileira de Kickboxing (CBKB) para atuar como auxiliar técnico no Campeonato Sul-Americano, disputado em Cascavel (PR). Ao lado do treinador carioca Valmir da Silva, o piracicabano contribuiu para as duas medalhas conquistadas pelo jovem conterrâneo Isac Lucca, que foi ouro no low kicks e a prata no kick light, ambos pela categoria 63,5 kg.

Para 2022, o planejamento de Mangue Seco já tem a primeira data marcada: de 18 a 20 de março, Campo Grande (MS) recebe a Copa América de Kickboxing. O objetivo é seguir crescendo como treinador. “As portas estão abertas. A CBKB me recebeu muito bem. Depois da Copa América, temos em junho o Campeonato Brasileiro e, em setembro, a Copa do Brasil. Quero levar atletas para essas competições. Em novembro acontece o Pan e minha meta é ser convocado pela confederação para representar o país. Vou trabalhar para isso”, garantiu.

EXPERIÊNCIA
Mangue Seco disse que estrear como comandante no Campeonato Sul-Americano ‘foi uma novidade’ na carreira. “Sempre fui aos eventos como lutador e agora recebi a chamada para ser auxiliar. Tive a sorte de contar com a ajuda de um treinador excelente (Valmir). Foi uma experiência positiva, fiquei contente com a convocação e recebi muito apoio dos demais treinadores, inclusive de estrangeiros que já enfrentei na época de atleta. Quero continuar, para mim é um começo de carreira e vou passar para os meus alunos tudo o que aprendi no tatame. Essa experiência pesa a favor”, falou Mangue Seco, que é patrocinado pelo empresário Antônio Sérgio Guarnieri.

Mangue Seco destacou o relacionamento franco que mantém com o atleta Isac Lucca. “Nós conversamos muito, já faz vários anos que dou aula e isso ajuda a conhecer o perfil dos alunos. Com o Isac, estive ao lado dele desde a saída do ônibus, falamos sobre luta e sobre comportamento. Tento blindar no bom sentido, mas não sou o treinador dele. O Isac é meu companheiro de treino e de viagem, um parceiro. Ele sabe que quando precisar, estarei à disposição”.

HORÁRIOS
Mangue Seco atualmente ensina a modalidade em quatro pontos em Piracicaba. No Centro Esportivo Dojan Nippon, as aulas acontecem às segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h às 9h e das 17h30 às 18h30 para turmas mistas, e das 9h30 às 10h30 para o feminino. Na Brock Team Fighters, as atividades ocorrem às terças e quintas-feiras, das 8h às 9h. Na Bitácora Academia, as aulas estão marcadas para as segundas e quartas-feiras, das 19h às 20h. Já no clube da Associação dos Funcionários Públicos Municipais de Piracicaba, o horário está disponível às terças e quintas-feiras, das 19h30 às 21h.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 + catorze =