Pit bull é resgatado em situação de maus-tratos

Cão estava faminto

Um cão da raça pit bull com extrema magreza foi resgatado ontem à tarde, em Anhumas. O tutor, relatou aos guardas da Patrulha Rural que não tinha condições de ficar com o animal e aceitou fazer a doação. O cachorro passou por atendimento veterinário e depois levado à um lar temporário até que tenha condições de ser adotado por outra família.

Os guardas faziam patrulhamento na área rural do município, na última segunda-feira (05) e teriam localizado o animal em uma residência. Naquela ocasião, o responsável não foi localizado. Os guardas retornaram no dia seguinte e conversaram com o tutor. Ele alegou que gostava muito de seu cachorro, mas não estava com condições de cuidar dele. Ele pediu um prazo até sexta-feira (09) para conseguir levá-lo ao veterinário. No entanto, os patrulheiros retornaram na casa e o responsável acabou aceitando assinar um termo de doações, em que assume que não terá mais direito sobre o anima em qualquer situação.

O cão foi levado para uma clínica, onde foi realizado um exame de sangue para avaliar as condições de saúde do animal. Quando ofereceram ração, o cão comeu desesperadamente. A protetora e vereadora Alessandra Bellucci (REP) enfatizou que os tutores precisam ter mais consciência na hora de adotar um animal. “Se você não pode cuidar, também não pode adotar ou ter um cão.

Mais respeito. Se não tem como arcar com tratamento quando preciso, você condena o animal a morte
Menos negligencia, mais inteligencia. Mantenha só sob seus cuidados aqueles que pode cuidar. Os animais não sabem falar”, afirmou.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove + três =