PL da Região Metropolitana inicia tramitação na Assembleia

Foto: Arquivo/JP

Proposta interliga 25 municípios da mesma região para promover desenvolvimento para 1,6 mi de pessoas

Já está em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo o Projeto de Lei Complementar 22/2021, de autoria do Executivo, que cria a Região Metropolitana de Piracicaba. A proposta foi publicada na pauta para conhecimento dos deputados e já recebeu dez emendas de parlamentares. A expectativa é que até agosto seja concluída a votação do projeto.

A iniciativa faz parte do projeto de reorganização territorial do Estado. A proposta vem de estudos da Secretaria de Desenvolvimento Regional e visa o desenvolvimento socioeconômico e a redução de desigualdade sociais.
Ao todo, 25 municípios integrarão a região metropolitana. Juntos, eles agregam 1,6 milhão de pessoas. São eles: Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Ipeúna, Iracemápolis, Laranjal Paulista, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro.

O projeto prevê também a criação de uma governança para a nova região, formada por um conselho e um comitê de desenvolvimento.

Benefícios
O deputado Alex de Madureira (PSD) é natural de Piracicaba e representante da região no Parlamento paulista. Para ele, a criação da nova região metropolitana auxiliará o desenvolvimento dos municípios menores. “O PIB da nossa região está aquém do que é a média do Estado de São Paulo. Então precisamos trabalhar para unir esses municípios para que esses impactos de diferenças sociais e econômicas sejam minimizados casa vez mais”, disse.

Madureira também afirmou contar com a atração de investimentos da iniciativa privada e do próprio governo do Estado. “Muitas cidades do entorno já utilizam Piracicaba como referência, a criação da região metropolitana vem fortalecer essa vocação”.

Outro representante da região na Assembleia Legislativa de São Paulo é o deputado Roberto Morais (Cidadania), que afirma que “com a Região Metropolitana, o intercâmbio entre os municípios é mais amplo, cada um oferecendo aquilo que tem de melhor”.
O parlamentar destaca a questão do descarte de lixo feito atualmente pelos munícipios da região, e como a junção de forças pode solucionar problemas em comum. “Muitas cidades não têm hoje um aterro sanitário adequado e acabam mandando o lixo para outro município e pagando por esse serviço. Uma solução em comum vai ser mais eficiente, tanto econômica quanto ecologicamente”, disse.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

catorze − três =