Planos de saúde recomendam procurar emergência apenas em casos graves

planos-de-saúde-coronavírus

Planos de saúde recomendam procurar emergência apenas em casos graves
Fonte: Agência Brasil

Em tempo de novo coronavírus, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) recomenda que quem apresentar alguma dificuldade respiratória, como falta de ar, estejam ou não com febre devem “procurar imediatamente um serviço de emergência”. Nestas circunstâncias, o caso é considerado “grave”. 



Conforme salienta a federação, “em cerca de 80% dos casos os sintomas do coronavírus são leves, semelhantes a uma gripe”. Nestes casos, quando a pessoa pode ter coriza e mal-estar momentâneo a orientação “é evitar sair de casa e aguardar. Alimentar-se bem e manter-se hidratado ajudam”, assinala a entidade citando recomendações da Organização Mundial da Saúde. 

“Se o quadro for febre e tosse, a indicação é procurar o médico [em consultório], como sempre deve acontecer, e buscar a orientação de sua operadora de plano de saúde”, acrescenta nota da FenaSaúde. Outras orientações estão disponíveis na internet

LEIA MAIS:

A entidade representa 15 grupos de operadoras de planos privados de assistência à saúde, entre eles Amil, Bradesco Seguros, ITAUSEG Saúde, Porto Seguro Saúde, Sul América Saúde e Unimed Seguros Saúde. Mais de 47 milhões de brasileiros dispõem de plano de saúde. 

Dificuldade na orientação 

Conforme reportado pela Agência Brasil, pacientes com plano de saúde relataram dificuldades para conseguir autorização das operadoras para fazer o exame de detecção de Covid-19, mesmo depois de resolução normativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ter regulamentado a cobertura obrigatória de testes para a infecção.

De acordo com orientações descritas na página do site da FenaSaúde, os beneficiários de planos de saúde não devem se dirigir diretamente a laboratórios, hospitais ou outras unidades de saúde “sem antes consultar um médico e sua operadora de plano de saúde para informações sobre o local mais adequado para a realização de exame ou para esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico ou tratamento da doença”

A Federação acrescenta que “seguindo orientações das autoridades sanitárias, a coleta de material para o exame, quando for o caso e se disponível, será feita em domicílio ou ambiente hospitalar, a fim de evitar contaminação de outras pessoas”. 

A FenaSaúde criou página para orientações e esclarecimentos sobre a cobertura de exames e tratamentos do coronavírus. O espaço inclui links para os sites das operadoras.

Planos de saúde recomendam procurar emergência apenas em casos graves

Imagem: Designed by jcomp / Freepik