Plataforma de streaming gratuita oferece 135 filmes

Glauber Rocha, à esquerda, e Maurício do Valle, durante as filmagens de Deus e o diabo na terra do Sol. Foto: Divulgação

Acervo reúne títulos de todas as regiões do País, agrupados e organizados em uma grande diversidade de temas e mostras

O projeto começou a ser elaborado há dois anos e preparado para estrear em uma data festiva. No dia do cinema brasileiro, comemorado neste sábado (19), o Itaú Cultural lançou sua plataforma de streaming, o Itaú Cultural Play.

“É um dos nossos maiores projetos e se associa aos primeiros dias do Itaú Cultural, quando tecnologia e conteúdo com curadoria eram nosso foco”, comenta Eduardo Saron, diretor da instituição.

A plataforma, que é gratuita e inicialmente disponível apenas pelo site (entrada no ar dos aplicativos para Android e iOS está completa, mas aguarda a liberação das lojas virtuais), estreia com um reforçado cardápio, com 135 títulos de todas as regiões do País.

Eles foram agrupados e organizados em uma grande diversidade de temas e mostras, que contemplam nomes conhecidos, diretoras, realizadores estreantes, autores negros e indígenas, entre outros.

Como abre-alas, o canal oferece sete filmes de Glauber Rocha, como a tríade de clássicos Deus e o Diabo na Terra do Sol, Terra em Transe e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro.

Outro destaque aposta em cinco longas com foco no futebol, que foram produzidos ou dirigidos por Luiz Carlos Barreto – destaque para o documentário Garrincha, Alegria do Povo, produzido por ele e dirigido por Joaquim Pedro de Andrade, e também Isto é Pelé, direção de Barreto ao lado de Eduardo Escorel.

ACERVO. Em seu cardápio, a plataforma Itaú Cultural Play vai reunir acervo de grandes festivais nacionais como o É Tudo Verdade, In-Edit e o Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte.

A variedade continua com produções realizadas pela Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), pela São Paulo Companhia de Dança, além dos institutos CPFL e Alana. Finalmente, o material exibido por dois canais de TV, Arte1 e TVE/Bahia, poderá também ser assistido pela nova plataforma.

“Queremos que nossa plataforma seja um Hub (concentrador) dos produtos destas instituições, favorecendo a divulgação, sem exigência de exclusividade”, comenta Saron, apostando na pluralidade artística.

Para isso, o internauta receberá dicas do próprio acervo do Itaú Cultural para ampliar seu conhecimento. Exemplo: ao assistir a um filme sobre o encenador José Celso Martinez Correa, encontrável na série Iconoclássicos, a pessoa poderá acessar também a Enciclopédia Itaú, onde há um verbete sobre sua vida e obra.

O lançamento neste sábado é a primeira fase do projeto. “Em um segundo momento, haverá uma integração com o Itaú Cinema, que poderá acontecer no final de julho, e a terceira denominamos smart TV, que é nossa integração com outros streamings, como Apple TV, além de criadores de produto como Samsung, LG e outros”, observa o diretor do Itaú Cultural.

Agência Estado

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × 2 =