PM prende dois em Piracicaba por furto em farmácia da avenida Independência

Foto: Alessandro Maschio/JP

Um homem de 30 anos e uma mulher de 33 foram presos em Piracicaba (SP), na noite desta quarta-feira (18), por furto a um estabelecimento comercial da avenida Independência, no bairro Alto. Eles foram localizados e detidos em flagrante pela Polícia Militar, pouco tempo após a concretização do crime.

A Polícia Militar informou que fazia patrulhamento pelo município, quando, às 22h43, foi acionada para atender uma ocorrência de roubo em andamento na Drogaria São Paulo da avenida Independência. Junto à denúncia, o sistema também transmitiu aos policiais as características dos indivíduos, sendo um homem e uma mulher.

Instantes depois, durante patrulhamento com vistas aos criminosos, um homem e uma mulher com as mesmas características foram localizados na altura do numeral 1.142 da rua Alfredo Guedes, motivo pelo qual a PM efetuou a abordagem.

Em posse da mulher, foram encontrados produtos pertencentes às farmácias Droga Raia e Drogaria São Paulo. Dentre os itens subtraídos, foram localizados cremes que totalizavam o valor de R$ 124,95. Questionado, ambos confessaram de maneira informal que haviam praticado um crime de furto aos estabelecimentos comerciais, se negando, contudo, a fornecer mais informações acerca do ocorrido.

Posteriormente, em contato com as vítimas, elas corroboraram a versão do crime e compareceram na delegacia para que a ocorrência pudesse ser apresentada. Elas também se comprometeram a apresentar as filmagens das câmeras de segurança do estabelecimento para o desenrolar da investigação.

Após recuperados, os itens foram avaliados e restituídos à farmácia.

Como a indiciada, de 33 anos, alegou na delegacia estar grávida e com dores, foi necessário ainda realizar o acionamento do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para que ela fosse socorrida ao médico. A Polícia Militar a acompanhou no atendimento.

O delegado Mario Bortoleto Torina tomou ciência do ocorrido e registrou o caso como crime de roubo e furto, conforme regem, respectivamente, os artigos 157 e 155 do Código Penal.

Ambos os indiciados ficaram presos e tiveram ainda a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva. A medida foi tomada, posto que os indiciados “colocam em risco a ordem pública”.

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezessete − 1 =