Cães passarão por um período de adaptação (Governo de SP)

A Polícia Militar recebeu nove cães policiais que passam a integrar a equipe do Canil do 5º Batalhão de Polícia de Choque (BPChq). Os animais, que vieram da Europa, fazem parte de uma doação concedida à corporação e requisitada em outubro de 2019, por meio de um chamamento público. A SSP (Secretaria de Segurança Pública) não antecipou se algum dos animais será encaminhado ao Canil do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais).

A Secretaria informou em nota que “os cães ainda passarão por um processo de adaptação antes da definição dos dos locais de atuação.”

Os cães Noah, Jack, Rollo, Mike, Dick, Bady, Machi, Billy e Kazan, de raças pastor alemão e belga de malinois, foram escolhidos por oficiais veterinários e cinotécnicos do 5ºBPChq, em polos criadores de cães policiais na Holanda, República Tcheca e Suécia. Eles atuarão nas funções de cão de patrulhamento, imobilização e na detecção de drogas e explosivos.

A seleção foi realizada com base em características especificas e adequadas ao desempenho da função almejada. Estes atributos envolvem condições físicas, cognitivas e pré-disposição a apresentarem comportamentos específicos para o treinamento direcionado às habilidades que deverão desempenhar no trabalho.

De acordo com a SSP, para melhor adequação e adaptação dos cães à realidade e contexto operacional, eles ainda passarão por um período de treinamento. Entre as etapas do processo está a seleção do policial com perfil mais adequado para a formação sólida do binômio – homem e cão –, apresentação dos diferentes cenários/áreas ao qual serão inseridos e detecção dos odores alvos específicos presentes nas ações policiais da região.

As atividades desempenhadas com apoio do cão policial figuram entre os recursos de maior destaque no combate à criminalidade executados pela Polícia Militar do Estado de São Paulo. Nos últimos seis meses (jan/jun 2020) as atuações com apoio do Canil da PMESP resultaram na prisão de 62 pessoas e na apreensão de 2,7 toneladas de drogas, além de 42 armas de fogo.

Um décimo cão chamado Aischa, de origem alemã, também foi selecionado pela comissão do 5º Batalhão de Choque. O cachorro, de raça pastor alemão, tem previsão para chegar ao batalhão nos próximos dias e passará pelos treinamentos necessários para ser integrado à equipe e, posteriormente, será incorporado ao patrulhamento e faro de entorpecentes, por exemplo.
CANIL
Nos 52 municípios que fazem parte do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior) de Piracicaba, a atuação com cães foi incorporada ao 10º Baep, que mantém unidades dos Canis regionalizados. As equipes atuam no apoio às ocorrências da corporação e também ao Ministério Público.

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 3 =