Polícia Ambiental aplica mais de R$ 68 mil em multas na Piracema

0
163 views
Operação visa preservar a reprodução dos peixes (Amanda Vieira/JP)

A Polícia Militar Ambiental encerrou a Operação Piracema com R$ 68.376,60 em multas e 44 autos de infração ambiental. Foram realizados 21 flagrantes de degradação ambiental contra a fauna ictiologia (ramo da zoologia devotado ao estudo dos peixes) e apreendidos 115 metros de redes. As atividades foram realizadas pelo 3º Pelotão da corporação, sediada em Rio Claro e atua em 16 municípios da região de Piracicaba, e abrange importantes rios como o Piracicaba – considerado um dos maiores berçários de peixes de água doce do Estado, bem como o Passa Cinco, Jacaré Pepira, Corumbataí, Ribeirão Claro, entre outros.

OPERAÇÃO
A Operação Piracema começou no dia 1º de novembro de 2020, nesse período ocorre o defeso da reprodução natural dos peixes na bacia hidrográfica do rio Paraná, que inclui Piracicaba e passa a valer a instrução normativa Ibama n°25 de 2009, que proíbe a pesca para todas as categorias e modalidades em: lagoas marginais; a menos de 500 metros de confluências e desembocaduras de rios, lagoas, canais e tubulações de esgoto; até 1.500 metros a montante e a jusante das barragens de reservatórios de empreendimentos hidrelétrico e de mecanismo de transposição de peixes; até 1.500 metros à montante e à jusante de cachoeiras e corredeiras e demais locais previstos no artigo 3º da Instrução Normativa.

De acordo com a PM Ambiental, é proibida a captura de espécies da fauna da região como corimba, piau, traíra, barbado. Já para as espécies que não são provenientes da bacia do Paraná, como corvina, tilápia, tucunaré, zoiudo, carpa, entre outras têm pesca permitida, na quantidade máxima de 10 quilos por pescador amador. A multa mínima é de R$ 700, mas pode dobrar. Será acrescido R$ 20,00 no valor total da infração, por quilo de peixe capturado irregularmente.

DENÚNCIAS
Denúncias podem ser feitas pelos telefones da sede da corporação em Rio Claro (19) 3523-2012 ou ainda através do telefone 0800-113560, ou situações de emergências, por meio do telefone 190 da Polícia Militar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

9 + três =