Policiais civis e funcionários da CPFL estiveram no imóvel (Divulgação)

A Polícia Civil apura furto de energia elétrica em um estabelecimento comercial, na Vila Rezende. O proprietário do imóvel e o inquilino estão sendo investigados. O caso foi registrado na tarde desta sexta-feira (31), no 1º Distrito Policial.

De acordo com a polícia, os investigadores Victória, Sidinei e Leandro estiveram no endereço do estabelecimento, acompanhados de um funcionário da CPFL. Foi realizado a perícia no imóvel e constatado irregularidades no sistema de medição de energia que determinava a ocorrência de possível furto. Na data da constatação não foi tomada qualquer providência e diante comunicação foi até ao local no dia de hoje efetuar uma vistoria, observando então o faseamento de energia invertida, ou seja, ligação de entrada invertida com a de saída no borne do medidor, não havendo assim o registro de energia por uma das três fases e que reduz o valor da conta.

Os policiais não souberam precisar o valor do prejuízo que poderia ter causado, mas confirmaram que a irregularidade foi efetuada há cerca de dois meses, pois numa vistoria anterior teria sido observado a queima de uma bobina do potencial do medidor e por consequência a troca do medidor atual.

O proprietário do estabelecimento foi localizado pelos investigadores e informou que a conta de energia está registrada em seu nome, contudo, o prédio foi locado verbalmente para seu sobrinho que está viajando e poderia dar maiores explicações por ser o atual responsável pelo local.

Os peritos do IC (Instituto de Criminalística) estiveram no local para fazer o levantamento sobre a suposta fraude na subtração de energia.

O boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado na Polícia Civil. As responsabilidades sobre o possível furto de energia serão apuradas durante o inquérito policial. Ninguém foi preso.

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito + onze =