Polícia Civil identifica motorista e apreende carro envolvido em acidente com ciclista há 11 dias

Foto: Divulgação

De acordo com informações da Santa Casa, paciente segue internado na Unidade Terapia Intensiva

Após dez dias do atropelamento de um ciclista de 39 anos, na SP-147 (rodovia Samuel de Castro Neves), policias civis da UPJ (Unidade de Polícia Judiciária) de Piracicaba identificaram o motorista do veículo Gol que, segundo testemunhas, atingiu o esportista. Segundo as informações da Polícia Civil, quem dirigia o carro era um comerciante de 51 anos, morador em Piracicaba. Neste domingo (5), uma equipe de policiais foi à casa do homem, que negou, durante todo o tempo ser o responsável pelo acidente.

De acordo com o delegado Daniel Pinho da Torre, após o comerciante ser informado da localização do veículo em uma oficina na cidade, acabou admitindo que atropelou o ciclista e deixou o local sem prestar socorro. Segundo Torre, os investigadores chegaram até o acusado por meio de diligências e identificaram o motorista do Gol, que está em nome da esposa dele.

O carro foi apreendido anteontem (5) e encaminhado à perícia, assim como a bicicleta usada pelo ciclista. O acidente aconteceu no dia 25 de novembro, na pista sentido Piracicaba a Anhembi. O carro atropelou o ciclista e o motorista deixou o local sem prestar socorro. De acordo com o delegado responsável pelo caso, não há câmeras no trecho onde ocorreu o acidente.
Aos policiais, o comerciante contou que após o impacto com a bicicleta, ele parou o carro e, como uma pessoa havia acionado o socorro e outras pessoas chegaram ao local, ele decidiu ir embora com o automóvel, que sofreu vários danos na lataria e ficou com o para-brisa totalmente destruído.

Segundo o delegado, o comerciante não foi detido porque está em circunstâncias fora do flagrante. A polícia aguarda agora os laudos periciais e espera a vítima estar em condições de apresentar informações a versão dela do acidente.
De acordo com as informações da Santa Casa de Piracicaba, para onde o ciclista foi levado, o paciente segue internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). No momento do acidente, ele não portava documentos e só foi identificado pela família quatro dias depois.

No dia 22 de novembro, o ciclista José Santos Gonçalves, 57 anos, morreu em um acidente envolvendo na avenida Comendador Luciano Guidotti. Sete meses antes, o ciclista Anderson Cleyton de Souza, 39 anos, morreu ao ter a bicileta atingida por um carro no cruzamento das avenidas Armando de Salles Oliveira e Torquato da Silva Leitão, a motorista também deixou o local sem prestar socorro à vítima.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

nove + dezoito =