Os policiais civis da DIG/Dise (Delegacia de Investigações Gerais e Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) descobriram ontem, dois bingos clandestinos, que funcionavam no Centro. Cinco pessoas, que foram identificadas pelos responsáveis pelo esquema, foram levadas à sede da delegacia, onde foram ouvidas e liberadas em seguida.

Uma das ações ocorreu por volta das 15h, em um imóvel, na Rua José Pinto de Almeida, 1.110, após a identificação do local que funcionaria como uma casa de jogos. Os investigadores localizaram um homem de 35 anos, que já de passagens criminais pelo mesmo motivo. Foram apreendidas 41 máquinas caça níqueis, cujo local tinha, estrutura e segurança, com três grossas portas de ferro para acesso ao ambiente de jogos, sendo duas delas com duas travas de aço internas e fechadura magnética acionada por controle remoto, circuito de monitoramento com inúmeras câmeras por todo local.

Segundo a polícia, todas as máquinas foram apreendidas, as quais deverão passar por perícia e posteriormente, constatada a presença dos jogos de azar, serão enviadas para a destruição.

OUTRO BINGO

Cerca de uma hora depois, os mesmos policiais apuraram uma denúncia de um apostador que teria relatado o endereço de outro bingo, que funcionaria em barracão na rua Riachuelo, 1.144. O mesmo bingo já tinha sido fechado pelos mesmos policiais há menos de uma semana.

O delegado Demétrios Gondim Coelho determinou que as equipes retornassem ao local, onde encontraram 60 apostadores,e identificaram mais quatro pessoas que organizavam o bingo clandestino. Foram apreendidos computadores, monitores, cartelas e demais materiais utilizados para a prática desta modalidade de jogo de azar.

 

Cristiani Azanha

[email protected]

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um + 13 =