Polícia Civil prende 3 acusados de matar ex-vereadora Madalena

Policiais civis da Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) prenderam nesta sexta-feira (16) três acusados de assassinar a ex-vereadora Madalena. Em breve mais informações.

O CASO

ex-vereadora Madalena foi encontrada morta, dentro de sua residência, na Vila Sônia, no início da madrugada desta quarta-feira (07). Ela estava no sofá e tinha ferimentos na região da cabeça.

De acordo com o boletim de ocorrência, um vizinho que tinha o hábito de frequentar a casa da Madalena encontrou o portão da casa apenas encostado. Como já tinha uma chave da residência da vítima, ele entrou na casa e encontrou-a caída no sofá.

Socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a equipe Resgate do Corpo de Bombeiros foram acionados, mas a vítima já estava morta.

Os policiais civis da Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) acompanharam a perícia do IC (Instituto de Criminalística). Não foi localizado nenhum sistema de monitoramento que pudesse ser usado para identificação do autor ou testemunhas.

O boletim de ocorrência foi registrado no Plantão Policial pelo delegado Carlos Vinícius Martins Lopes, mas será apurado pelos investigadores da 3ª DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) da Deic. Por enquanto, a polícia não tem pistas sobre a identidade do assassino.

HISTÓRIA NA CIDADE

Madalena foi a primeira vereadora travesti eleita em Piracicaba. Ela atuou entre os anos de 2013 e 2016 e foi considerada como verdadeiro ícone da cidade. Entre as prioridades de sua gestão estão sua atuação em movimentos sociais.

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 − quinze =