Polícia Militar dá dicas de segurança no Carnaval

Policiais participam da Operação Carnaval Mais Seguro (Claudinho Coradini/JP)

Os policiais militares do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior) participam da Operação Carnaval Mais Seguro até a próxima quarta-feira (26). O comandante, tenente-coronel Willians de Cerqueira Leite Martins, informa que o policiamento ostensivo em toda a região durante o período será intensificado, contando com 4.907 PMs e 1.694 viaturas policiais empregadas nos 52 municípios da área de circunscrição do CPI-9. São previstos 648.550 foliões previstos para participarem dos 250 eventos da região. O reforço policial conta com policiais militares operacionais e administrativos da sede do CPI-9 e dos seis batalhões policiais militares subordinados.

Segundo a Polícia Militar, alguns cuidados são importantes para evitar problemas nesse período. Uma delas é programar a chegada com antecedência ao local do evento, evitando tumultos e estacionando seu veículo em local seguro, existem locais que nessas datas, ficam fechados para circulação exclusiva de pedestres. Mantenha-se informado. Leve somente o necessário, não manuseie muito dinheiro em público, procure sempre manter seus objetos à frente do corpo e não guarde o celular no bolso de trás. Mantenha especial atenção com crianças e idosos. Uma boa alternativa é Identificá-los com etiquetas. Tenha cuidado ao aceitar ajuda de pessoas estranhas. Marque pontos para reencontros caso haja separações no grupo. Não deixe exposto no veículo objetos de valor, sacolas, pacotes, nem documentos importantes, procurando guardá-los em locais de pouca visibilidade.

A polícia também recomenda ficar atento sempre ao movimento e à intenção das pessoas em sua volta durante o evento. Afaste-se de princípios de tumulto. Se precisar de auxílio, procure um policial militar ou um funcionário identificado. Evite transitar sozinho em locais ermos, principalmente à noite.  Procure utilizar somente serviços de transporte de empresas idôneas. Não se envolva em brigas, discussões ou atos de violência. Não aceite bebidas de pessoas estranhas. Se for beber, não dirija.

Cristiani Azanha

[email protected]