Polícia Militar intensifica patrulhamento perto de escolas

Policiamento com foco na travessia de pedestres (Divulgação/PM)

Os policiais militares do 10º BPM/I (Batalhão da Polícia Militar do Interior) tem intensificado o patrulhamento perto de escolas da região. De acordo com a instituição, o policiamento é realizado com foco principal na travessia de pedestres, orientação no embarque e desembarque de alunos, além de coibir estacionamentos irregulares e formação de filas duplas, como forma de atenuar eventuais prejuízos e permitir a fluidez do trânsito com segurança.

Ainda conforme a PM, outra abordagem de extrema importância é a segurança nos arredores das escolas, onde o patrulhamento realiza a fiscalização de possíveis comerciantes irregulares, vendedores ambulantes e pessoas estranhas à comunidade escolar, bem como coibir o tráfico de drogas no perímetro escolar.

TRANSPORTE

A Polícia Militar reforçou que crianças com idade inferior a dez anos não podem ser transportadas nos bancos dianteiros dos veículos, pois as crianças com idade de até um ano deverão ser transportadas nos bancos traseiros, utilizando o dispositivo de retenção denominado “bebê conforto”.

Já as crianças com idade superior a um ano e de até quatro anos, deverão utilizar a “cadeirinha”. As crianças com idade superior a quatro anos e até sete anos e meio, deverão utilizar o “assento de elevação”. Já as crianças com idade superior a 7 anos e meio e inferior a dez anos, poderão ser transportadas nos bancos traseiros utilizando o respectivo cinto de segurança.

Proerd também é realizado nas escolas

PROERD

O comandante do 10º, tenente-coronel Rodrigo Eval Arena enfatizou que Polícia Militar também mantém o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), que é realizado periodicamente por policiais militares devidamente treinados que atuam diretamente nas salas de aulas com objetivo de prevenir o uso e abuso de drogas, através da orientação e conscientização dos efeitos provocados pela dependência de substâncias químicas, sejam elas lícitas ou ilícitas.