Polícia Rodoviária realiza “Operação Paixão de Cristo – Páscoa” em Piracicaba e região

Foto: Alessandro Maschio/JP

A PMR (Polícia Militar Rodoviária) informou, nesta quinta-feira (14), que a “Operação Paixão de Cristo – Páscoa” já teve início em todas as rodovias da região de Piracicaba, Rio Claro, Corumbataí, São Pedro e Capivari. O reforço de policiamento se dá devido ao feriado prolongado.

De acordo com nota divulgada pela PMR, a operação teve início pontualmente à meia-noite desta quinta-feira (14) e se estenderá até às 23h59 de domingo, dia 17. Batizada de “Operação Paixão de Cristo – Páscoa”, o objetivo precípuo é promover ações de implemento ao policiamento, proporcionando mais segurança a todos os usuários da malha rodoviária de todo o Estado de São Paulo.

Assim, todo o efetivo operacional e administrativo estará empregado diariamente e estrategicamente nos mais de 676 km da malha rodoviária das regiões de Piracicaba, Rio Claro, Corumbataí, São Pedro e Capivari, direcionado às áreas de incidência de maior sinistralidade e atividade criminal. A presença da Polícia Militar Rodoviária nas estradas da região será realizada em um trabalho conjunto com as Concessionárias de Rodovias, DER (Departamento de Estradas de Rodagem), Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e outros parceiros.

“Durante todos esses dias, a atuação do Policiamento Rodoviário buscará sedimentar condições de trafegabilidade cada vez mais seguras, conscientes e humanizadas, com foco na fiscalização da questão comportamental do motorista, posto que a falha humana constitui-se como a principal causa de sinistros de trânsito – 90%, segundo a OMS”, informou a PMR por meio de nota.

Dentre as principais ações a serem combatidas pelo Policiamento Rodoviário estão: embriaguez ao volante (punição com multa e suspensão do direito de dirigir), excesso de velocidade nas vias e uso indevido de celular ao volante.

O Policiamento Rodoviário fará ainda orientações a pedestres e ciclistas em locais de riscos, principalmente nos períodos noturnos, onde há maior risco de atropelamentos devido à falta de iluminação. “Alguns pedestres ainda insistem em cruzar as vias em regiões de alto volume de tráfego, razão pela qual o Policiamento Rodoviário adota campanhas educativas”, informa.

Rafael Fioravanti | raf[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

14 + 10 =