Talude da ponte cedeu com as chuvas dos últimos dias.

Seis meses após a entrega da  obra da ponte ligando os bairros Santa Fé 1 e 3, a travessa será interditada para obras de manutenção no talude (margem da estrutura), que cedeu devido às chuvas dos últimos dias, conforme informou a assessoria de imprensa da prefeitura. A interdição teve início ontem e a previsão é de que os serviços sejam concluídos em até dez dias.

A estrutura recém-inaugurada liga a rua Manoel Oçanã, no Santa Fé 1, à rua Maria Dorizotto Frasson, no Santa Fé 3. Na época, a obra foi executada com aduelas de concreto, o que tornou o processo mais rápido, prático e econômico, conforme apontou a prefeitura.

A obra teve um custo de R$ 1.097 milhão e foi realizada em uma parceria entre a prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba) e da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Estado). A assessoria de imprensa da prefeitura informou que a obra no talude não terá custos para o município.

Na entrega da ponte, o prefeito Barjas Negri avaliou a obra como “uma conquista para os moradores da região e para todos que circulam pelos bairros, já que com a conclusão será possível ganhar mais tempo com a diminuição do trajeto entre um bairro e outro, em uma região onde vivem cerca de 3.000 pessoas”.

 

ÔNIBUS

Com a entrega da obra a comunidade do Santa Fé passou a contar com uma nova linha de ônibus entre o TCI (Terminal Central de Integração) e os bairros. O serviço de transporte foi uma fusão entre a linha do Santa Fé e do Novo Horizonte, passando pela nova ponte e seguindo para o terminal, no Centro.

A assessoria informou que durante a interdição, os motoristas deverão utilizar a avenida Frei Francisco Antônio Perin, que era utilizada antes de a ponte ser construída.

Já o trajeto dos ônibus também será alterado por causa da interdição da travessa. A Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes) informou que o itinerário dos coletivos será o mesmo e os horários serão mantidos pela empresa. Os pedestres poderão utilizar a ponte durante os próximos dez dias que durarão as obras e a secretaria informou que o local será devidamente sinalizado.

 

(Beto Silva)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × quatro =