Os motoristas e moradores que necessitam passar pelo ponte do bairro Pau Queimado 3 tem seus percursos prejudicados e tento que escolher outras rotas para chegarem ao seu destino, em razão do péssimo estado da ponte, que está bastante danificada e perigosa para quem passa.


O operador de máquinas, Paulo Almeida, disse que a situação da ponte é critica desde o último temporal que castigou Piracicaba no última dia 19 de fevereiro, quando causou enchentes em diversas avenidas. “Além desta ponte na estrada Luiz Martini, a ponte da estrada Anhumas também sofreu estragos. A situação da ponte é crítica, já que desde o mês passado nenhum carro ou caminhão está passando pelo local, apenas pedestres, bicicletas e alguns motociclistas que se arriscam”, detalha Almeida.

Almeida explicou que além dos filhos serem afetados, já que possuem terreno do outro lado da ponte, várias crianças também perdem com o local danificado. “As crianças têm que andar quase mil metros para pegarem o ônibus para irem para a escola”, acrescentou.

LEIA MAIS:

Em relação ao conserto da ponte, o operador de máquinas falou que as obras começaram lentamente, mas estão paradas há algum tempo. “Começaram a obra tirando algumas tábuas, mas está tudo parado. A estrada está esburacada, apenas agora que cortaram algumas árvores. Conversei com o Rota, agora não sei se é por isso que eles já ajeitaram algumas coisas, mas o reparo da ponte está parado”, explicou, ressaltando que alguns moradores têm que passar pela Nova Suiça para chegarem em suas casas ou trabalho.

O morador ressaltou que já procurou a Prefeitura, mas ressaltou que o prazo inicial não fui cumprido. “Já liguei para eles, deram um prazo de dois meses para fazer, mas esse tempo já passou e nada de concreto foi feito. A única coisa que fizeram lá foi retirar dois, três mourões velhos que tinha lá, mas depois não fizeram mais nada”, completou.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura sobre a situação da ponte no Pau Queimado 3, porém não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Mauro Adamoli

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 − 5 =