Praticidade e dinamismo favorecem entrada no mercado

Foto: Claudinho Coradini/JP

PoliBrasil iniciou em 1999 sendo pioneiro no técnico em informática na cidade de Piracicaba e Região

Os cursos técnicos podem ser um atalho para ingressar no mercado de trabalho, por serem cursos práticos, que vivenciam a realidade da profissão, por meio das aulas técnicas e de campo, fazendo com que o aluno ganhe experiência e adquira uma profissão. Para o diretor do colégio Poli Brasil de Piracicaba, Luiz Andreollo Filho, o motivo pelo qual os Cursos Técnicos garantem um ingresso bem mais rápido ao mercado de trabalho se deve ao seu curto tempo de duração, em média dois anos, e o foco realmente no mercado e na profissão que será exercida e, segundo pesquisas, tem uma taxa de 70% de empregabilidade no final do curso, com possibilidades de estágio remunerado desde os primeiros módulos que normalmente são semestrais.

“Por esse motivo o profissional técnico é muito valorizado e procurado pelas empresas”, aponta o diretor.

Pensando nesse cenário e atendendo a necessidade do mercado de trabalho, o Colégio PoliBrasil iniciou em 1999 o segmento de cursos técnicos, sendo pioneiro no técnico em informática na cidade e região, contribuindo para a formação de profissionais preparados de acordo com as necessidades do mercado, ou seja, mão de obra especializadae qualificada, como define Andreollo.

“O colégio PoliBrasil possui forte compromisso com a qualidade e oferece apenas docentes capacitados. Trabalhamos com professores experientes e especializados nas disciplinas que lecionam” afirma.

Segundo o diretor, durante a pandemia do covid-19 não foi diferente, mesmo com aulas remotas foi possível manter a qualidade dos cursos. “A pandemia antecipou algumas tendências educacionais, como o ensino híbrido, que é combinar o ensino presencial com o ensino à distância, por meio de atividades por meio das tecnologias digitais”, explica.

Utilizar as tecnologias de informação e comunicação em sala de aula pode transformar o que é complicado em simples, além de ser mais criativo e bem mais estimulante para os alunos.

“Por esse motivo precisamos nos especializar na educação a distância, no ensino remoto, e principalmente investir ainda mais em tecnologia, para aliar a educação, trazendo todo o universo tecnológico para dentro da sala de aula”, aponta Andreollo.

O ensino à distância do colégio PoliBrasil foi organizado pela ‘Trilha de Aprendizagem’, uma sequência didática que contempla, além das aulas ao vivo, vídeoaulas, indicações de vídeos e leituras para aprofundar o conhecimento e atividades práticas e interativas.

Andreollo aponta que os desafios são grandes no setor educacional porque o trabalho é feito com jovens que sofrem constantes mudanças sociais, principalmente no que se refere à evolução da tecnologia da informação.

“Nesse sentido, os alunos estão conectados 24 horas por dia, e muitos conceitos se alteram rapidamente e temos que estar atentos a essas mudanças para que nosso aluno possa se comportar e contribuir de forma positiva em nossa sociedade”, avalia.

“O colégio PoliBrasil possui 51 anos de tradição e desde de então ocupa lugar de destaque na gestão da educação e capacitação profissional dos piracicabanos. Tem como filosofia de trabalho investir numa educação sólida, forte e completa, sem perder o foco para as inovações e progressos exigidos pelo mercado”, acrescenta o diretor.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 + onze =