Prefeito classifica como ‘fiasco’ a adesão à vacina em Piracicaba

Completar o ciclo vacinal é essencial para queda de casos. Foto: Alessandro Maschio/JP

Ele usou a expressão ao citar a quantidade de pessoas que deixaram de buscar 2ª dose contra a covid-19

Um fiasco. Foi dessa forma que o prefeito de Piracicaba, Luciano Almeida (DEM), classificou a procura pela 2ª dose da vacina contra a covid-19 e contra a dose única do imunizante da gripe no município. No caso da covid-19, o democrata se referiu às pessoas que deixaram de tomar o reforço obtido com a aplicação da segunda dose. De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica fornecidos nesta semana, 2.047 pessoas deixaram de concluir o ciclo vacinal.

Para diminuir esse número, a Secretaria de Saúde realizou ontem mais um DiaD para aplicação da segunda dose no Crab (Centro de Referencia da Atenção Básica) da Vila Rezende. Não foi preciso agendamento prévio.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o atraso na segunda dose significa a pessoa ter tomado há mais de 28 dias a 1ª dose da vacina CoronaVac/Butantan e há mais de 12 semanas a 1ª dose da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz.

Desta forma, para saber se está em atraso para receber a 2ª dose, basta conferir a data da aplicação da 1ª dose no comprovante de vacinação, onde também consta a previsão de quando deveria tomar a 2ª dose.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, até a última quarta-feira, 2.047 pessoas estavam em atraso para receber a 2ª dose, sendo 1.418 da vacina CoronaVac/Butantan e 629 da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz. No último sábado, a Saúde realizou um Dia D para aplicação da segunda dose em atraso, porém apenas 42 pessoas compareceram para completar o calendário de vacinação.

GRIPE
Nesta semana a Saúde começou a vacinar, contra gripe (influenza/H1N1), um novo grupo prioritário, composto por pessoas com comorbidades e com deficiência permanente; caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das Forças Armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas. A vacina contra gripe é ofertada em todas as unidades de saúde (Crabs, UBSs e USFs) nos dias úteis, das 8h às 12h. Não é preciso fazer agendamento prévio.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × 2 =