Ministério Público já tinha recomendado a suspensão dos cultos (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Seguindo a recomendação do Ministério Púbico do Estado de São Paulo, a prefeitura de Rio das Pedras suspendeu – anteontem – a realização de cultos religiosos nas igrejas e templos da cidade. Após o apontamento da Promotoria de Justiça, a prefeitura editou o decreto restabelecendo a proibição das atividades religiosas presenciais, como forma de atenuar a disseminação do novo coronavírus, informou ontem o órgão.

Desde março, com a edição do decreto municipal 2.358, as atividades religiosas presenciais permaneceram suspensas em Rio das Pedras. Contudo, por meio de novo decreto, a cidade, com base em parecer técnico, estabeleceu um plano de flexibilização gradual da quarentena para as atividades religiosas, permitindo cultos e missas presenciais, com número reduzido de pessoas, várias restrições e exigências, a serem verificadas em várias fases pelas igrejas e templos.

O Ministério Público, porém, constatou a dificuldade prática de fiscalização das inúmeras regras estabelecidas nesse plano, a falta de colaboração de alguns pastores com os agentes de fiscalização e a frequência de idosos (grupo de risco) nas igrejas, segundo apontou o MP.

Além disso, houve a regressão da região do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Piracicaba, que abrange Rio das Pedras – à fase mais restritiva (vermelha) do Plano São Paulo de reabertura econômica, levando a Promotoria a expedir a recomendação.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou ontem que o Plano São Paulo do Governo do Estado não prevê atividades religiosas, portanto a administração municipal, junto com um conselho formado por representantes de cada orientação religiosa e seus representantes jurídicos, elaborou um plano para retomada das atividades religiosas a partir do dia 19 de junho, por meio de decreto. Com a recomendação, o decreto foi revogado anteontem e as atividades voltaram a ser suspensas.

De acordo com o boletim epidemiológico de ontem, Rio das Pedras tem 227 casos confirmados e seis óbitos por covid-19.

Beto Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × 3 =