Prefeitura terceiriza atendimento de urgência na Saúde

Valor de R$ 3,1 milhões equivale a 201 plantões de 12 horas/mês (Foto: Amanda Vieira/JP)

A Prefeitura de Piracicaba firmou contrato com a empresa Infomed, no valor de R$ 3,1 milhões, para prestação de serviços especializados na área de atendimento médico adulto, infantil e ortopedia, junto às quatro unidades de pronto atendimento da rede pública de saúde, tais como UPA Piracicamirim, UPA Vila Cristina, UPA Vila Sônia e UPA Vila Rezende, mais a COT (Central de Ortopedia e Traumatologia) e Samu.

O contrato corresponde a 201 plantões de 12 horas mensais para cobrir todos os períodos, diurno e noturno. E se mostra essencial para o atendimento da demanda por serviços de assistência em saúde no município, que segue ano a ano tendência de crescimento.

De acordo com a prefeitura, os médicos plantonistas são solicitados pela Secretaria Municipal de Saúde conforme a necessidade de cada unidade, levando em consideração também o crescimento de fluxo. O prefeito Barjas Negri (PSDB), disse que é necessário ter equipes completas de especialistas afins nas unidades de urgência e emergência para garantir a segurança da população no momento em que ela mais precisa.

“Os casos emergenciais são imprevisíveis e a rede pública de saúde deve estar estruturada para dar o suporte médico necessário, especialmente às famílias que mais precisam do SUS”, enfatizou. “Este novo contrato vai garantir um trabalho contínuo, ano a ano, com profissionais qualificados e fundamentais neste momento de combate ao coronavírus, pois compõem também os quadros de médicos que atuam na linha de frente, no atendimento e diagnóstico dos pacientes com a covid- 19”, explicou o secretário de Saúde Pedro Mello.

Durante os primeiros seis meses de 2017 foram realizados quase 320 mil atendimentos médicos no setor de urgência e emergência. Em 2019 , no mesmo período, foram mais de 336 mil, um crescimento superior a 5%. Na UPA Piracicamirim houve um crescimento mais acentuado. De mais de 136 mil atendimentos em 2017 foi para mais de 150 mil, um salto superior a 10%. Já na UPA Vila Rezende subiu de 102 mil para mais de 114 mil, aumento acima de 11%. Mesmo com a redução na procura pelos pronto atendimentos na pandemia. a prefeitura disse que precisa estar prepara para a volta à normalidade.

1 COMENTÁRIO

  1. Hum, não sei não… parece que já vi algo semelhante….lembremos dos escândalos das cpi da área da saúde…sanguessuga, máfia das ambulâncias, Sr. Abel Pereira, etc, etc….
    Perigo a vista!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezessete + cinco =