Projeto de lei propõe políticas públicas para que a evasão escolar seja erradicada em Piracicaba

Foto: Claudinho Coradini/JP

Segundo a prefeitura, em 2021 dos 17.221 alunos do Ensino Fundamental, houve 64 evasões de estudantes

Projeto de lei de autoria do vereador Thiago Ribeiro, do PSC, propõe à Prefeitura de Piracicaba a criação de uma política municipal de prevenção ao abandono e à evasão escolar. A proposta começou a ser debatida pela Câmara Municipal na noite desta quinta-feira (5). De acordo com o autor, a política municipal apresentada tem como foco a implementação de diretrizes e ações intersetoriais e integradas entre diversas pastas e diferentes órgãos municipais, estaduais e federias, bem como entidades não governamentais, da sociedade civil e da iniciativa privada com o objetivo de mitigar o êxodo escolar.

Em sua justificativa, Ribeiro não cita informações locais sobre a evasão escolar, porém, cita a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Continuado do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) que, em 2019, apontou que aproximadamente 3,2 milhões de jovens com 19 anos e apenas 2 milhões deles (63,5%) concluíram o Ensino Médio. “As perspectivas de conclusão dos estudos na idade certa se tornam ainda mais desafiadoras ao observarmos que dos 1,2 milhão de jovens que ainda não finalizaram a Educação Básica, 62% (720 mil) já nem frequentam mais a escola e, desses, mais da metade (55%) parou os estudos ainda no Ensino Fundamental”, citou o parlamentar.

Nesse sentido, Ribeiro, que trabalhou com gestão escolar, disse que é preciso um acompanhamento da vida escolar da criança a fim de evitar que ocorra o abandono quando esta chegar à adolescência. “Não queremos frequentadores e sim estudiosos”, afirmou.

Ribeiro disse que já discutiu o projeto com o secretário de Educação, Bruno Roza, que achou a viável a proposta.

NÚMEROS DA EVASÃO
A Secretaria de Educação de Piracicaba informou que os dados sobre evasão escolar são contabilizados apenas ao final do ano letivo. Segundo a pasta, os dados de 2021 mostram que de 17.221 alunos do Ensino Fundamental, houve 64 evasões que correspondem a 0,37% da rede.

Na Educação Infantil, foram 29 abandonos na pré-escola (quatro e cinco anos de idade, das séries Jardim I e II), num total de 1.077 alunos, o que corresponde a 2,7%.

Já nas creches municipais, que atendem crianças de zero a três anos, não é obrigatória a frequência, mas os números mostram um abandono de 106 de 10.204 alunos, o que corresponde a 1,03% do total de matriculados.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

catorze + dezessete =