Projeto-piloto atende 93 animais na Comunidade Pantanal

Alunos de veterinária atenderam os animais (Divulgação)

O projeto-piloto destinados à atendimentos para cães e gatos resultou no atendimento de 93 animais, na Comunidade Pantanal. Realizado na manhã de sábado (06), alunos do curso de veterinária da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), acompanhados dos professores fizeram atendimentos, além de vermifugação, aplicação de medicamentos antiparasitários. A iniciativa tem o apoio da vereadora Alessandra Bellucci (REP) e Jornal de Piracicaba.

60% dos animais estavam saudáveis (Divulgação)

“Consideramos que 60% dos animais atendidos estão em boas condições de saúde. Percebemos que mesmo diante da condição simples, os animais estão bem cuidados”, disse o coordenador do curso de veterinária da Unimep, Felipe Augusto Godoy.
Segundo ele, em outras situações, os estudantes perceberam que alguns moradores não tinham conhecimento sobre alguns cuidados simples. “Teve o caso de uma tutora que levou um cão doente para casa, que na verdade estava com cinomose. A doença passou para os outros oito animais que tinham em casa. Nesse caso, iremos tentar ajudá-la de alguma forma”, disse o professor.

Moradores foram informados sobre posse responsável (Divulgação)

A vereadora disse que ficou muito feliz com o resultado do evento, que teve o objetivo de atender a comunidade. Os cães também poderão ser castrados nos próximos dias. “A prevenção é extremamente necessária para evitar problemas futuros com o abandono ou maus-tratos. Todos os envolvidos estão realizando um trabalho de amor. Os alunos do curso de veterinária serão futuros profissionais que atuarão diariamente no cuidado dos animais. Esse contato com a população será muito importante para o desenvolvimento profissional e pessoal de cada um”, ressaltou Alessandra.

Alunos da Unimep retornarão à comunidade no próximo sábado (Divulgação)

O coordenador destacou a importância de superar algumas lendas sobre as castrações, pois muitos tutores acreditam que os animais sofrem, pois o procedimento é seguro. Os animais são sedados e têm uma rápida recuperação.
No próximo sábado (13), os alunos retornarão à comunidade no período das 8h às 11h para atender os moradores que levaram seus animais, mas que não tiveram tempo de ser atendidos.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

um + 2 =