Projeto quer obrigatoriedade de artista local em shows musicais

Ações culturais na cidade deverão ter apresentação de artistas locais. (Crédito: Amanda Vieira/JP)

Está em trâmite na Câmara de Vereadores de Piracicaba um projeto de lei, de autoria de Lair Braga (SD), que visa ampliar a visibilidade do artista local, exigindo que, independente do gênero musical,  o “prata da casa” obrigatoriamente tenha espaço como show de abertura para grandes atrações vindas de fora da cidade, exclusivamente em eventos municipais.

 



A proposta foi protocolada na semana passada, dia 16, e segundo o parlamentar em entrevista ao Jornal de Piracicaba, será bastante articulada na Casa para, então, entrar e votação. De acordo com a assessoria de imprensa da Câmara, seguirá em análise nas comissões internas já no dia 3 de fevereiro, após a retomada das reuniões ordinárias.

 

“É um projeto que preza os valores da casa”, conta Lair. Pelo projeto, nos shows musicais de cantores ou grupos nacionais ou internacionais realizados no município de Piracicaba fica assegurado, na abertura dos eventos, espaço para apresentação de músicos, cantores ou grupos musicais locais, conforme o gênero musical.

 

“Entende-se como artista ou grupo musical local, aquele sediado no município de Piracicaba, independente de nacionalidade ou naturalidade dos artistas”, ele destaca.

 

O vereador destaque que Piracicaba é um “celeiro” de bandas e artistas de diversos estilos, como rock, samba, sertanejo e pagode, com condições suficientes para agregar aos eventos organizados pela Prefeitura. “Se o município tem artistas, tem potencial para fazer bons shows para a população”, completa.

 

Pela proposta do vereador, os artistas locais fariam uma espécie de cadastro junto à Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur). “A pasta, então, ficaria responsável pela rotatividade deles”, enfatiza Lair. De acordo com a escrita do projeto, caberia à secretaria, anualmente, “junto aos artistas locais, com base no princípio da isonomia, criar a pauta de apresentação dos eventos municipais e privados”.

 

A Prefeitura, então, somente concederia a autorização e emissão do alvará, no entendimento do projeto, “se o promotor do evento indicar expressamente que o músico, cantor ou grupo musical local fazer a abertura do espetáculo e o respectivo tempo de apresentação, mediante contrato”.

 

Outro ponto relevante da proposta, destaca Lair, diz respeito ao incremento na carreira do artista local. Pondera, ainda, que abrindo esse espaço, de forma democrática, serão criadas novas oportunidades a esses artistas. “Auxiliaremos os artistas locais a consolidarem suas carreiras, divulgando seus trabalhos, pois Piracicaba é uma cidade com grandes valores”, disse.

 

Da Redação