Protetora recebe denúncia de pagamento de R$ 50 para matar gatos

Gato morreu envenenado no fim de semana (Divulgação)

Moradores estão reclamando da matança de gatos envenenados ou espancados nas imediações de uma área verde, no Jardim Ipanema. Nas imediações há um núcleo de felinos comunitário. No entanto, várias casinhas foram destruídas e vasilhas descartadas. A protetora Thaty Freitas relatou outro problema mais grave, pois recebeu uma denúncia de que alguém (que ainda não foi identificado) pagaria R$ 50 para matar gatos.

“Trata-se de uma área verde, sem moradores nas proximidades, mas mesmo assim, alguém está incomodado com os felinos que são cuidados pela comunidade. Queremos identificar o responsável, pois será responsabilizado criminalmente. Já fizemos boletim de ocorrência sobre o caso, mas o autor ainda não foi identificado. Precisamos que as pessoas denunciem, ainda que seja de maneira anônima”, enfatizou a protetora.

Segundo ela, a morte dos felinos começou há quatro meses. Toda semana aparecia um animal morto por espancamento ou envenenamento. Na época, foi registrado o boletim de ocorrência, cujo responsável também não foi identificado, mas as mortes pararam. No entanto, no último mês, a matança voltou e pelo menos sete animais foram mortos por envenenamento. A suspeita é que foi com chumbinho (a venda é proibida).

“É uma morte muito dolorida, o chumbinho causa hemorragia interna e muitas vezes o animal demora para morrer. No último fim de semana conseguimos localizar uma gatinha que estava agonizando. Corremos ao veterinário, mas ela não sobreviveu”, disse Thaty.

A protetora Luciane Cristina Almeida de Siqueira disse que na segunda-feira (25/10) levou uma gatinha ao veterinário. “Ela ficou internada, mas morreu no mesmo dia. A veterinária relatou que certamente foi chumbinho, pois ela teve hemorragia”, afirmou Luciane.

Na semana seguinte, outro gato que tinha dono também foi envenenado, também foi socorrido e não resistiu. Nesta segunda-feira (08), outro gato morreu em cima do telhado de uma residência.

“Meses atrás, tivemos denúncia de que alguém soltou cachorro para pegar os gatos, por aqui não tem cachorros de rua. Foi maldade mesmo. Tudo isso que estão fazendo é maus-tratos, quem for identificado pode ser preso. Todos os moradores que gostam dos animais estão de olho e tentando identificar o responsável”, destacou Luciane.

DENÚNCIA

Quem tiver alguma denúncia sobre a matança dos gatos pode ligar diretamente no telefone (19) 98290-8284 ou 153 da Guarda Civil

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × um =