Prova de vida: nem todos precisam ir ao banco

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil )

Matheus Erler é assessor previdenciário.

A prova de vida é uma das providências mais importantes que o assegurado do INSS e seus familiares precisam estar atentos, a fim de que não se tenha prejuízos no recebimento dos benefícios.

É importante estar atento ao cronograma para regularizar situação, já que, devido a pandemia, a prova de vidaestava suspensa desde o ano passado. Em junho, o INSS voltou a realizá-la, a fim de garantir a regularidade da concessão dos benefícios.

O calendário anunciado pelo INSS esta semana os meses de janeiro a agosto de 2022 para quem tem que fazer a comprovação entre maio de 2021 e julho de 2022. Quem tinha que realizar a prova de vida em maio e junho de 2020, deve fazê-la até julho de 2021; quem tinha que fazer me julho e agosto de 2020, terá até agosto de 2021 como prazo e assim por diante. O calendário completo pode ser consultado no site do Instituto.

No entanto, não são todas as pessoas que precisam fazer aprova de vida presencialmente, indo até o banco. As pessoas que se encontram acamadas, hospitalizadas, com dificuldade de locomoção ou que sejam maiores de 80 anos podem solicitar a prova de vida em casa, por meio da visita de um funcionário do instituto, segundo informa o INSS.

Há ainda uma situação diferenciada para aquelas pessoas que têm dificuldades de locomoção, sendo possível cadastrar no INSS uma procuração registrada em cartório,dando poderes a outra pessoa para a receber o benefício e fazer comprovação na instituição bancária em que o benefício recebe os valores.

Para estas situações, é imprescindível que os serviços precisam ser agendados pelo telefone 135 ou pela aplicativo Meu INSS, ou ainda no site gov.br/meuinss.Se a opção for pelo pedido via telefone é importante lembrar que a chamada deve ser feita de um telefone fixo ou público, o que não gera custo. Pelo celular, o custo é de uma ligação local.

Vale lembrar que caso o beneficiário possua biometria cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento de Trânsito (Detran), é possível fazer a prova de vida pelo aplicativo do Meu INSS, sem necessidade de ir ao banco.

Mesmo diante da importância da realização da prova de vida, é possível ter tranquilidade para resolver a questão. Portanto, principalmente os beneficiários de idosos que não têm facilidade de acesso digital, é importante estar atento. Infelizmente, esse público é muito visado como vítimas de golpes.

Vale lembrar que, quem perder o tempo correto para a prova de vida terá o benefício suspenso, devendo comparecer ao banco no qual recebe o pagamento, fazendo a comprovação, tendo o benefício liberado imediatamente.

Cumprir as exigências do INSS, por mais burocrática que elas ainda pareçam e, muitas vezes, a digitalização não reconhecer a dificuldade de grande parte dos beneficiários em utilizar os servidos online, é uma obrigação que deve ir além do próprio beneficiário. Assim, além de contribuir para a redução das fraudes e o desvio de recursos públicos, o cidadão está cumprindo o seu dever de manter seus dados e evitando problemas maiores com a interrupção do benefício.

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 5 =