Quem precisa de terapia?

Existe ainda muito preconceito nesse tema, uma vez que não fomos educados a cuidar da nossa mente e do nosso emocional. Há quem pense que fazer terapia é um ato de fraqueza ou, então, que terapia é para “loucos”. Na verdade, quem busca ajuda na terapia demonstra a coragem e a lucidez necessárias para resolver o que está impedindo sua qualidade de vida, sua felicidade.

Inicialmente é preciso desmistificar que a terapia não é só indicada para quem tem problemas emocionais aparentes, ou está sofrendo. Terapia também é indicada aos que querem se conhecer melhor e buscam desenvolvimento sólido, tanto na área pessoal quanto profissional.

Buscar alguém que lhedê colo ou permissão moral para ir em frente com suas ilusões, caprichos ou, então, pelo menos que lhe entenda, não é fazer terapia e, sim, tentar encontrar alguém que valide ou assuma conjuntamente as consequências de seus atos, desastrados ou não. Na sociedade moderna, quem faz esse papel na vida dessas pessoas são até considerados “amigos de verdade”, entretanto, acumula-se a dor, pois ao invés de assumirem as consequências, eles simplesmente incentivam (conscientemente ou não), a continuidade do círculo vicioso de não encarar a realidade e não buscar a saída correta e eficaz.

Um Psicanalista vai agir exatamente ao contrário do que as pessoas que se relacionam conosco agem. Ele facilita a abertura, o desabafo e, de forma eficaz, conhece melhor o paciente. Bons profissionais conseguem esta abertura e, a partir daí, utilizam as melhores técnicas para as devidas transformações, pois agem como um diretor de filmagem, que vai mostrando ao ator – de forma consciente e inconsciente – o que foi esquecido e não podia ter sido, o que precisa ser alterado, o que se evitou enfrentar e o que o está prejudicando, mas o paciente não tem consciência. O objetivo central é o autoconhecimento, base para a felicidade verdadeira, juntamente com a “limpeza” ou o “ajuste” do que não está funcionando, ou está sendo a fonte de algum desvio, travamento ou problema, em vários âmbitos, para o presente e para o futuro.

Quando você faz exercícios físicos e cumpre uma dieta correta, você está cuidando da sua saúde e seu bem-estar físico. Da mesma forma, quando quer preservar, recuperar ou melhorar sua saúde mental/emocional, deve procurar a terapia.

Buscar ajuda é sinal de sabedoria e coragem, vencendo o orgulho. No decorrer da nossa existência, a vida nos apresenta armadilhas e dificuldades, as quais muitas vezes não estamos preparados e a ajuda de um bom profissional será a melhor decisão e o melhor caminho para reaver o equilíbrio, o bem-estar e, por consequência, o desenvolvimento.

Infelizmente muitos buscam a terapia quando já estão angustiados ou com problemas graves. O ideal é um trabalho de prevenção, mas, mesmo assim, se estiver com problemas, não demore a procurar ajuda. A demora prolonga e aumenta o sofrimento, lembrando que tudo o que não resolvemos em nossa mente (conflitos), o corpo vai transformando em doença. A OMS já relatou que mais de 90% das doenças têm origem na mente (doenças psicossomáticas).

“Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta”. (Carl Gustav Jung)

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × quatro =