Radicado em Piracicaba, jovem atleta disputa Grand Slam de Taekwondo

0
31 views
Antonio Berto já foi campeão paulista e sonha em conquistar o mundial CRÉDITO: Selam

Radicada em Piracicaba há seis meses, a equipe VBJ Taekwondo Team, fundada em 2007, tem compromisso previsto para o mês de abril, no Rio de Janeiro: o Grand Slam 2021, organizado pela CBTKD (Confederação Brasileira de Taekwondo). A competição define a composição da seleção brasileira para a próxima temporada. Praticante da modalidade desde os 3 anos de idade, o jovem atleta Antonio Berto, que hoje tem 12 anos e é faixa preta 2º Dan, entra no tatame em busca de uma vaga na categoria cadetes.

Antonio, que participou do evento em 2020, está motivado para a disputa, a data do Grand Slam poderá ser adiada, conforme os indicadores da pandemia da covid-19. “O meu sonho é me tornar melhor a cada dia e ser campeão mundial”, afirmou o garoto. Apesar de jovem, o currículo do atleta tem conquistas relevantes, como o título do Campeonato Paulista, em 2019, e as medalhas de bronze no Brasileiro do mesmo ano e na Copa do Brasil, em 2018.

Os bons resultados têm uma explicação: a disciplina. Antonio, que está no sétimo ano do ensino fundamental, estuda no período da manhã e treina diariamente, com exceção aos domingos, das 17h às 19h. A parte física fica a cargo do preparador Guilherme Eleutério, 24, que é faixa preta 3º Dan. Já o aspecto técnico é responsabilidade de Valter Berto Junior, 38, mestre 6º Dan e pai de Antonio. “Essa relação em alguns momentos se torna difícil, pois a cobrança acaba ultrapassando os tatames”, revelou.

Graduado em educação física, Valter construiu uma carreira vencedora no esporte. Na condição de atleta, foi tricampeão brasileiro e venceu quatro vezes o Campeonato Paulista. Do lado de fora do tatame, foi o primeiro técnico do Estado de São Paulo a atuar nos Jogos Escolares de Taekwondo, dirigiu a seleção paulista por quatro temporadas e acumulou experiências internacionais como treinador no Pan-Americano, nos Estados Unidos, e no Mundial de Cadetes, no Uzbequistão, ambos em 2019. O propósito com a equipe VBJ, porém, não é apenas competitivo. “Nosso objetivo é formar bons cidadãos e atletas através do esporte”, complementou Valter.

GINÁSTICA – DIOGO SOARES
Ainda sem calendário competitivo devido à pandemia da covid-19, o ginasta piracicabano Diogo Soares segue o planejamento traçado pelo técnico Daniel Biscalchin na Academia Pira Olímpica. O atleta treina de segunda a sexta-feira, com uma carga de trabalho que varia entre quatro e cinco horas diárias. A princípio, Diogo disputará em maio o Pan-Americano, nos Estados Unidos. O evento garante vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio para os dois primeiros colocados no individual geral.

“Infelizmente, várias competições que estavam programadas para o início do ano já foram canceladas e estamos na expectativa do Pan-Americano, que será uma competição classificatória. Em janeiro, participamos de um período de treinamentos no CT Time Brasil, no Parque Olímpico, e pude fazer uma avaliação em relação ao desempenho do Diogo. De lá para cá, estamos seguindo nesta linha de corrigir os detalhes para que, em um futuro próximo, ele evolua ainda mais”, falou o treinador.

No próximo fim de semana, a seleção brasileira se reúne novamente para mais um training camp no Rio de Janeiro. O ginasta piracicabano, entretanto, será poupado da atividade realizada pela CBG (Confederação Brasileira de Ginástica). “Vamos preservá-lo. O Diogo ainda não está 100% fisicamente e, como não teremos uma competição tão cedo, não vamos acelerar o planejamento. O objetivo agora é fazer as correções, cuidando bem da flexibilidade e coordenação. Depois, vamos apertar o passo quando estivermos mais próximos de um evento”, afirmou Biscalchin.

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quatro × 3 =