Recebi uma proposta de trabalho, mas o salário é inferior ao que recebia: é boa ou má ideia aceitar?

Foto: Freepik

Com planejamento, dar dois passos para trás podem significar um salto importante no futuro profissional

Muitas pessoas buscam no momento, a recolocação no mercado de trabalho. Em situações como essa, é comum que os candidatos se questionem se vale a pena aceitar uma proposta que oferece um salário inferior ao que ganhavam no
antigo emprego.

De acordo com a psicóloga clínica e organizacional, Munique Brandão, em entrevista ao Jornal de Piracicaba, não existe uma resposta padrão para essa pergunta e a decisão só deve ser tomada após análises e, para isso, ela cita algumas perguntas que a pessoa deve se fazer.

Entre elas, o que você quer para sua vida e carreira. Confira as demais abaixo:

A remuneração que você deseja é compatível com a praticada no mercado? A primeira coisa que você tem que entender é se a remuneração que você deseja receber condiz com a média praticada pelo mercado. Você pode fazer esse levantamento conversando com pessoas da sua confiança, pesquisando em anúncios de emprego ou consultando estudos especializados.

Como está a sua capacitação em relação a dos profissionais que atualmente ocupam a posição que você deseja? Há situações em que a empresa promove um colaborador para determinado cargo com o devido aumento de salário, mas o profissional não performa da maneira desejada. Então, após a demissão, a pessoa se vê diante da necessidade de retornar ao mercado em um cargo abaixo daquele que ocupava. Pode acontecer também de o profissional ter permanecido durante muitos anos em uma função sem ter se atentado para as necessidades de qualificações e atualizações técnicas ao longo do tempo.

Qual remuneração mínima você precisa para pagar seus custos básicos? Se você aceitar um salário inferior ao que precisa para pagar suas contas básicas, certamente se verá em uma situação de insatisfação no curto prazo. Considere que dificilmente um empregador aumenta o salário de um colaborador antes de ele completar, pelo menos, um ano na companhia. Então, se você tem opção de escolha, continue procurando mais um pouco para se respeitar e se valorizar.

Qual seu fôlego financeiro para esperar que a remuneração desejada apareça? Não há mal nenhum em aceitar uma remuneração inferior a desejada pensando no médio ou longo prazo, desde que haja planejamento e alguma expectativa de crescimento dentro da companhia. Afinal, aumentos salariais dependem tanto da performance do profissional quanto da realidade do mercado e da empresa. Porém, se a sua situação é realmente emergencial, aceite a oferta e continue procurando por uma oportunidade melhor.

Laís Seguin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

onze + onze =