Vários indicadores tiveram queda (Claudinho Coradini/SP)

As 52 cidades que fazem parte da região de Piracicaba apresentaram queda nos crimes considerado contra o patrimônio como furtos e roubos, de acordo com a estatística da SSP (Secretaria de Segurança Pública), divulgada nesta segunda-feira (26)

De acordo com o comparativo de setembro de 2019 com o mesmo mês deste ano, nos furtos em geral, o recuo foi de 23,11%. Passou de 2.115 para 1.626 – a menor desde 2008. O indicador de furtos de veículos, apresentou o menor número da série histórica, iniciada em 2001. A quantidade passou de 518 para 295 – 223 casos a menos e queda de 43,1%.

Os roubos em geral e de veículos também tiveram os menores números da série. O primeiro contabilizou 350 registros em setembro deste ano, ante 601 em igual mês do ano anterior – diminuição de 41,8%. O segundo passou de 141 para 75 – diferença de 66 ocorrências e redução de 46,8%.

LEIA MAIS

O comandante do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior), coronel Willians de Cerqueira Leite Martins enfatizou que o CPI-9 é premiado no grau ouro no Prêmio da Polícia Militar da Qualidade e pelo Instituto Paulista de Excelência da Gestão. “Com a revisão dos processos e excelência na gestão, nós conseguimos reavaliar os procedimentos e estabelecer novas rotinas, gerando melhores índices criminais”, disse Cerqueira.

De acordo com o comandante, ele destaca a importância da integração com outras forças de segurança como as Polícias Civil, Federal e Guarda Civil, bem como órgãos do Judiciário e o Poder Executivo dos municípios atendidos.

“Nosso desejo é que o cidadão seja o olho da polícia, verificador do ambiente social e nos informe das irregularidades”, disse. “O suporte doutrinário da PM conta com os eixos: direitos humanos, polícia comunitária e qualidade. Temos uma administração moderna, alinhada com o comando-geral. Esse resultado dividimos com aos cidadãos”, completou Cerqueira.

O delegado Seccional Américo Sidnei Rissato afirmou que a queda dos principais indicadores, ressalta o trabalho em equipe, que vem apresentando bons resultados há muitos anos. “As polícias, o Ministério Público, Justiça e a Secretaria da Administração Penitenciária trabalham à exaustão para apresentar à população um bom resultado. Aliado a isso, contamos com um trabalho de inteligência cada dia mais sofisticado. Para nós, o reconhecimento público significa a maior glória que podemos ter. Somos sabedores de que temos que melhorar sempre e para tanto, estamos nos reciclando dia após dia, disse Rissato.

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × três =