Região é contemplada em programa de melhorias

Foto: Amanda Vieira/JP

Na região, três vicinais vão ser beneficiadas pelo programa

O Governo do Estado de São Paulo apresentou nesta segunda-feira a nova fase do programa Novas Estradas Vicinais, que vai beneficiar 140 vias com 1.531 quilômetros de melhorias e investimentos de R$ 1,08 bilhão em recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). O programa coordenado pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) já soma investimentos de R$ 2,29 bilhões e vai gerar 25 mil empregos, entre vagas diretas e indiretas.

Na Região de Piracicaba, três vicinais vão ser beneficiadas, com investimentos do governo estadual de R$ 29,1 milhões em 38,6 quilômetros de melhorias, são elas: a vicinal entre Corumbataí e a divisa com Rio Claro, com 21,1 quilômetros, com valor estimado em R$ 14.763 milhões e a estrada Airton Senna da Silva – ligação do bairro Boa Vista, em Charqueada, com 1,7 quilômetro. O valor da obra é de R$ 974.827 mil e foi Possível a partir de emenda parlamentar do deputado Roberto Morais (Cidadania).

O Estado informou que considera as estradas vicinais importantes para o escoamento da produção agrícola e para a economia regional. Além disso, são essenciais para o deslocamento da população aos grandes centros urbanos. Nesta segunda fase, foram selecionadas estradas que passarão por recuperação funcional (recapeamento).

A Sema (Secretaria Municipal de Agricultura) informou que encaminhou ao governo todas as estradas vicinais do município, em especial dos trechos prioritários para asfaltamento e recapeamento, além de realizar reunião com o secretário estadual de Agricultura, articulação com os deputados federais da região e encaminhamento de ofício ao secretário estadual de Transporte.

“Obtivemos o retorno de que Piracicaba está inscrita para recebimento dos recursos e que este programa possui várias fases, sendo esta uma primeira etapa, portanto, esperamos que Piracicaba seja contemplada nas próximas”, informou a pasta.

A secretaria informou que possui um mapeamento bem elaborado de todos os 811 quilômetros de estradas vicinais do município, e há uma parceria com a Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) para aprimorar o levantamento, para o formato digital. “Também fazemos frequentemente uma interlocução com municípios vizinhos, para que isso seja sempre feito em conjunto e comum acordo”, apontou.

De acordo com a Sema, uma das vicinais que necessita de melhorias urgentes é a estrada do bairro Canal Torto, por causa da poeira. Na via passam muitos caminhões transportando cana-de-açúcar, o que exige manutenção frequente de alto custo para a Sema.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

doze − dois =