Residência de Darcy Ribeiro em Maricá será transformada em casa-museu

Residência de Darcy Ribeiro em Maricá será transformada em casa-museu
Fonte: Agência Brasil

A casa do antropólogo Darcy Ribeiro, situada na Rua 119, em Cordeirinho, região litorânea de Maricá, na Região dos Lagos, vai passar por processo de revitalização, a ser iniciado nos próximos dias, para ser transformada em casa-museu e museu digital. As obras incluem um anexo no terreno ao lado, com auditório, biblioteca e cafeteria.

A previsão de entrega das obras pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) é no fim deste ano. O centenário de Darcy Ribeiro será comemorado em outubro próximo.

Idealizada originalmente por Oscar Niemeyer, a construção vai receber agora projeto do arquiteto Gringo Cardia. Solenidade realizada na última sexta-feira (1º) marcou o início do projeto.

A diretoria de Economia Criativa e Sustentável da Codemar informou que o interior da casa, erguida há cerca de 30 anos, vai receber painéis digitais onde serão mostradas a vida e a obra do antropólogo, historiador, sociólogo, escritor e político, que terminou ali seu mais famoso livro O Povo Brasileiro, além de viver no local parte de seus últimos dias. Está prevista também a implantação de acessibilidade na construção e um deck (plataforma de tábuas), interligando a casa com a futura Praça da Utopia e com outra casa-museu na rua ao lado, da sambista Beth Carvalho, cujo projeto está em elaboração.

Cultura

Segundo o prefeito de Maricá, Fabiano Horta, a Casa de Darcy Ribeiro integra conjunto de ações que visam a resgatar o valor da cultura deixada por personalidades que frequentaram a cidade, como Beth Carvalho, o jornalista João Saldanha e a cantora Maysa, além do próprio antropólogo. “É muito importante deixar vivo esse legado. Aqui, vamos ter muita interatividade para atrair cada vez mais pessoas, que virão conhecer e se inspirar no seu exemplo”, afirmou Horta.

O presidente da Codemar, Olavo Noleto, disse que a revitalização da casa vai consolidar Maricá como um lugar no mundo a ser visitado. “Esse espaço vai sediar a história e o espírito desse homem, que nos deixou o legado de uma das maiores obras já escritas no Brasil. Para nós, é um grande orgulho fazer parte dessa história. Com as outras casas-museu que estão a caminho, como as de Beth Carvalho e de Maysa, Maricá vai se transformar em grande museu a céu aberto”.

Farol

O presidente do Instituto Darcy Ribeiro, José Ronaldo da Cunha, por sua vez, destacou que Maricá vai passar a ser “um farol do pensamento” de Darcy. “Aqui vai virar espaço de referência para projetar e reverberar o pensamento dele. Este será um lugar vivo, um museu para pensar o futuro e pensar o Brasil. 

Darcy Ribeiro nasceu em Montes Claros (MG), em 26 de outubro de 1922, e morreu em Brasília, DF, em 17 de fevereiro de 1997. Foi eleito em 8 de outubro de 1992 para a Cadeira nº 11 da Academia Brasileira de Letras (ABL), sucedendo a Deolindo Couto. Foi recebido em 15 de abril de 1993 pelo acadêmico Candido Mendes de Almeida.

Residência de Darcy Ribeiro em Maricá será transformada em casa-museu

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 2 =