RIOgaleão altera horários por 30 dias, devido ao coronavírus

RIOgaleão altera horários por 30 dias, devido ao coronavírus
Fonte: Agência Brasil

A partir de amanhã (20), o Aeroporto Internacional Tom Jobim-RIOgaleão fará alterações no horário de funcionamento de lojas e restaurantes situados nas áreas públicas e reservadas, bem como nas operações de embarque e desembarque dos voos domésticos e internacionais. As mudanças vão vigorar pelo período inicial de 30 dias. 



O aeroporto continuará aberto dia e noite, apresentando a mesma eficiência operacional, com opções de alimentação, compras e serviços para todos os passageiros.

O vice-presidente do RIOgaleão, Alexandre Monteiro, explicou que o aeroporto continuará atuando em consonância com as recomendações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conter a propagação do coronavírus.

“Ressaltamos que a segurança e a saúde das pessoas que atuam no aeroporto são prioridades para nós. É importante lembrar que o Aeroporto Internacional Tom Jobim é um equipamento público, fundamental para a economia e funcionamento do Brasil e do estado do Rio de Janeiro, por onde chegam não somente passageiros, mas também aeronaves com cargas indispensáveis para a população brasileira, como medicamentos, vacinas e outros insumos de saúde, alimentos e equipamentos”.

Além de preservar a saúde e o bem-estar de passageiros e da comunidade aeroportuária, diante da disseminação do coronavírus, as medidas visam adaptar a operação do aeroporto à realidade da redução de malhas aéreas e cancelamento de rotas, causados pelo fechamento temporário de fronteiras e outras medidas adotadas em todo o mundo para conter a propagação do vírus.

Aeroporto

Segundo os administradores, o RIOgaleão vem seguindo todos as normas referentes à limpeza, desinfecção de áreas comuns e controle de aglomerações, intensificando a limpeza nas áreas comuns, aumentando a oferta de álcool em gel nas áreas de embarque do aeroporto. Também estão sendo reproduzidos alertas sonoros, em vídeo e impressos, com orientações a respeito dos sintomas da doença e instruções para evitar a transmissão do novo coronavírus.

São realizadas no aeroporto rondas periódicas, 24 horas por dia, visando garantir a disponibilidade dos principais itens de higiene, entre os quais álcool em gel e sabonete nos banheiros, para garantir que todos os passageiros e pessoas que trabalham na unidade aeroportuária possam realizar com frequência as medidas de prevenção à propagação do coronavírus recomendadas pelo Ministério da Saúde. A concessionária também ampliou a frequência dos procedimentos de limpeza nos banheiros e áreas de uso comum do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Horário

Não há previsão de alteração no horário de funcionamento do Aeroporto Internacional Tom Jobim. A preocupação, como se trata de um equipamento público, é seguir todos os protocolos de higienização e prevenção recomendados para oferecer um ambiente seguro para os passageiros, funcionários, cessionários e parceiros. O RIOgaleão considera sua operação fundamental para garantir a chegada de suprimentos farmacêuticos, insumos hospitalares, alimentos e demais gêneros de primeira necessidade para o abastecimento do estado e regiões adjacentes.

Devido às constantes alterações nas malhas aéreas e nos fatores de ocupação dos voos em razão do fechamento temporário de fronteiras ou outras medidas que venham a ser tomadas pelos governos nos seus diferentes níveis para conter a disseminação do vírus, a recomendação do aeroporto é que os passageiros confiram o ‘status’ do seu voo antes de tomar qualquer ação.

Prevenção individual

Em conformidade com recomendações da Anvisa, o RIOgaleão lembra que passageiros e funcionários de voos devem reforçar a prevenção individual para reduzir o contágio pelo coronavírus cobrindo a boca com o antebraço ou lenço descartável ao tossir e espirrar, higienizando as mãos com sabonete ou álcool em gel e evitando aglomerações. Passageiros ou funcionários dos voos internacionais que apresentarem febre, tosse ou dificuldade para respirar, no período de até 14 dias após viagem ao exterior, devem procurar uma unidade de saúde e informar sobre a viagem.

O aeroporto destacou que a abordagem de passageiros e triagem de casos suspeitos de infecção pelo coronavírus são de responsabilidade da Anvisa. A agência orientou os funcionários da concessionária RIOgaleão a encaminhar passageiros autodeclarados como suspeitos de portar o coronavírus aos agentes sanitários presentes no equipamento.

As orientações da Anvisa são divulgadas internamente e seu cumprimento é monitorado pelas empresas responsáveis por cada funcionário que atua no aeroporto. Vídeos da campanha de prevenção ao coronavírus com sintimas e métodos de prevenção são veiculados em todos os painéis do aeroporto.

Passageiros

Em relação aos passageiros, a recomendação do Ministério da Saúde é que máscaras descartáveis sejam utilizadas por profissionais da saúde, cuidadores de idosos, mães que estão amamentando e pessoas diagnosticadas com o coronavírus. Passageiros que não se enquadrarem nestes casos devem dispensar o uso de máscara. Como vários países em que o novo coronavírus está em circulação fecharam suas fronteiras, o RIOgaleão recomenda que os passageiros de voos internacionais entrem em contato com as companhias aéreas que operam seus voos. A recomendação do Ministério da Saúde é que viagens para o exterior sejam feitas somente em casos de extrema necessidade.

A concessionária do Aeroporto Internacional Tom Jobim-RIOgaleão disse que a Anvisa tem várias orientações que devem ser seguidas por órgãos e trabalhadores que atuam em aeroportos e em aviões, no caso de detecção de algum caso suspeito do novo coronavírus. Entre elas, a que orienta o comandante da aeronave a comunicar à autoridade sanitária em vaso de suspeita da doença no voo. Também é responsabilidade do comandante adotar medidas para isolar a pessoa dos demais viajantes. Os passageiros devem manter contato frequente com a companhia aérea responsável pelo seu voo para saber sobre possíveis alterações e cancelamentos.

Explicou também que o passageiro que chega do exterior deve observar as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Entre elas, ficar atento a alterações de saúde, especialmente nos primeiros 14 dias após o retorno da viagem ao exterior; monitorar a temperatura corporal duas vezes ao dia. Caso apresente febre, tosse, dificuldade em respirar ou outros sintomas respiratórios, o viajante deve procurar imediatamente atendimento médico e informar sintomas e histórico de viagem; evitar o contato próximo com outras pessoas e ambientes fechados e aglomerados; além de não viajar novamente enquanto estiver doente. Todos os voos internacionais terão embarques e desembarques realizados entre os portões B-33 e C-49.

Voos

O RIOgaleão informou que o transporte de álcool em gel pelos passageiros é permitido tanto em bagagem de mão quanto em bagagem despachada, nos voos domésticos e internacionais. Nos voos nacionais, o limite máximo estabelecido é de 500 ml ou 500 g, por embalagem, e de 2 litros ou 2 quilos no total, por pessoa, incluindo todos os demais itens pessoais que sejam classificados como artigo perigoso.

Nos internacionais, em bagagem de mão, o álcool em gel deve ser transportado em frascos com capacidade de até 100 ml cada; frascos com volume superior a 100 ml não podem ser transportados, mesmo se estiverem parcialmente cheios. Além disso, todos os frascos devem ser colocados em uma embalagem plástica transparente, que possa ser fechada e contendo capacidade máxima de um litro Os frascos devem estar dispostos com folga dentro da embalagem fechada, que deve ser apresentada para inspeção visual no ponto de inspeção de embarque de passageiros, sendo permitida somente uma embalagem plástica por passageiro.

Tanto na bagagem de mão como na despachada, em voos internacionais, é permitido o máximo de 500 ml ou 500 g por embalagem e de 2 litros ou 2 quilos no total, por pessoa, incluindo todos os demais itens pessoais que sejam classificados como artigo perigoso.

A RIOgaleão informou que o fechamento do espaço aéreo de alguns países por conta da pandemia de coronavírus fez com que empresas como American Airlines, Azul, GOL e Latam reduzissem a oferta de voos e suspendessem temporariamente alguns destinos internacionais. As quatro empresas citadas suspenderam temporariamente voos para o Brasil. A orientação é que os passageiros procurem entrar em contato com as companhias aéreas responsáveis pelos voos, para saber sobre possíveis alterações e cancelamentos. No dia da sua viagem, é possível acompanhar o voo pelo ‘site’ do RIOgaleão www.riogaleao.com.

Serviços

As lojas da Dufry no RIOgaleão estão funcionando normalmente, bem como todos os seus serviços, informou a concessionária do equipamento. Dúvidas podem ser tiradas no ‘site’ https://dutyfreedufry.com.br/reserve-ganhe. Do mesmo modo, as reservas de sala Vip com o Plaza Premium Lounge estão garantidas, porque a operação permanece normal.

Devido à redução da malha aérea haverá horário especial para funcionamento de bares, restaurantes e cafeterias no RIOgaleão a partir de amanhã (20). O RIOgaleão mencionou que sempre quando houver um voo, haverá opção de alimentação próximo ao seu embarque. A praça de alimentação, por exemplo, funcionará de 8h às 22h nas áreas restritas doméstica e nacional e entre 11h e 22h, na área pública. Já as cafeterias estarão abertas a partir das 6h até 23h, nas três áreas.

Os estacionamentos do RIOgaleão continuam operacionais e disponíveis para receber os passageiros. As opções de estacionamento podem ser conferidas no endereço https://www.riogaleao.com/passageiros/parking

RIOgaleão altera horários por 30 dias, devido ao coronavírus