Desde que Robertinho retornou, o XV só venceu (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Após um começo irregular na temporada, com dois empates e duas derrotas, o XV de Piracicaba conseguiu uma recuperação espetacular, com quatro vitórias consecutivas. Grande parte desta sequência, se deve ao polivalente Robertinho, que começou o ano lesionado e entrou justamente na vitória sobre o Londrina-PR, que foi o ponto de partida para a recuperação quinzista.

“Acredito que sou um jogador que consigo em ajudar em vários aspectos, seja na parte física e na psicológica, por meio da garra, motivação. Consigo contagiar os meus companheiros em momentos que não conseguimos garrar na técnica, tem que ser na superação e na vontade”, disse o lateral/volante, que ressaltou que consegue contagiar os outros atletas quinzistas com seu “espírito guerreiro”. “Em alguns momentos consigo perceber quando um companheiro está cansado e o outro desatento, e tenha a liberdade para chamar a atenção. São detalhes que fazem a diferença, como um posicionamento para evitar o gol e me sinto feliz em ajudar”, completou.

Robertinho falou do período pré-vitórias, na qual parte da torcida pedia a saída do técnico Tarcísio Pugliese. “Foi complicado, já que quando a equipe ganha, todos vencem, e quando a equipe perde, todos nós saímos derrotados. Não estava jogando, mas estava agoniando para querer ajudar. Na partida contra o São Bento estava passando mal de nervoso, já que é ruim ficar com uma sensação de não poder ajudar a equipe”, disse o atleta, relembrando de sua volta aos gramados.

“No jogo da Copa do Brasil, o Tarcísio me chamou mesmo achando que não iria naquele jogo, já que estava me recuperando de uma lesão séria e ficou muito tempo fora, e tinha treinado poucos dias. Ele me perguntou se dava para jogar e falei que sim”, explicou o lateral, que ficou em campo até receber um cartão vermelho. “Antes da expulsão tinha pedido pra sair, já que estava com câimbras, que foi um dos motivos de ter feito aquela falta. Sempre me coloquei a disposição e conseguimos uma grande vitória que deu um ânimo novo para a equipe”, detalhou.

O XV terá três partidas no Barão da Serra Negra em um período de oito dias, contra Red Bull Brasil, Juventude-RS e Sertãozinho. “Temos que manter a nossa intensidade para os próximos jogos, principalmente nesta sequência de três partidas em casa, já que teremos a torcida, que sempre nos incentivou do nosso lado”, finalizou Robertinho.

Mauro Adamoli

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × três =