É preciso encontrar novas maneiras de se fazer arte (Foto: Divulgação)

A obra de Fernando Pessoa uniu, mesmo que à distância e pela internet, o ator piracicabano Romualdo Sarcedo ao universo cultural de Lisboa, em Portugal. Neste momento em que o mundo ainda é cauteloso com o fim do isolamento social, principalmente no que diz respeito à abertura de espaços passíveis de aglomerações, artistas se desdobram para garantir o sustento mensal, além de divulgar seu trabalho online. Foi assim que Sarcedo, o Roma, chegou à Teia 19, uma plataforma lisboeta que apresentará, pelo canal do Youtube, uma adaptação especial de seu monólogo ‘Partir’ – inspirado no importante poeta da língua portuguesa – às 18h (horário de Brasília) da próxima terça-feira (28).

Roma conta que a impossibilidade de realizar espetáculos teatrais em Piracicaba, devido a quarentena imposta para conter a disseminação da Covid-19, o fez buscar outras formas de trabalhar.

“Diante desta situação dramática que vivemos, evidente que a classe artística, principalmente quem fez a opção de viver exclusivamente desta atividade, foram os primeiros impactos pela pandemia. De uma outra para outra, devido à quarentena, todos os projetos foram cancelados. Eu estava prestes a começar uma temporada, que geralmente acontece sempre depois do Carnaval. Parou e tudo e ficamos desguarnecido”, ele recorda.

Descobriu o Teia 19 (facebook.com/TEIA19) nesta necessidade de achar algum lugar para levar seu teatro. É uma plataforma criada por artistas portugueses, que passaram a receber projetos do país e diversas partes do mundo, com ampla divulgação.

“Estou todos os dias atentos e me inscrevo onde posso, onde tem oportunidade, além de ficar em contato direto com outros artistas, que estão se mostrando solidários”, ele se refere a um relevante trabalho de artistas locais que se solidarizam com gente do meio artístico local por meio de doações e ações beneficentes.

Da descoberta, passando pela inscrição e aprovação, revela Roma, foi um processo bastante rápido. “Gravei um vídeo no meu estúdio, onde gravo para o projeto Viva Poesia, na minha página no Youtube. Mandei e, um dia depois, responderam elogiando. Lisboa é a terra de Pessoa, é algo muito sério para eles. Falaram que gostaram muito e que o trabalho entraria na programação deles”.

A apresentação no dia 28, já gravada, funciona como se fosse uma estreia online em um teatro físico. ‘Partir’, de Roma, será a quinta estreia da plataforma. A plateia virtual, além de assistir, poderá fazer donativos. Pode ajudar com qualquer quantia e o donativo vai diretamente para o artista, a plataforma não retém nada. São voluntários e entendem a gravidade da situação na cultura”, ele ressalta.

O solo teatral “Partir” estreou em 2014 e já rodou bastante por Piracicaba e região. Mas, na plataforma de Portugal, foi adaptado com 17 minutos. “Ficará online no canal da plataforma e pode assistir no dia seguinte”. Os links para doar também ficam na descrição do vídeo. “É uma ideia interessante para se pensar aqui em Piracicaba”, destaca o artista.

Erick Tedesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis + dezessete =