Rota do Vinho, uma joia dos Pampas

Garibaldi é uma das cidades mais italianas encontradas na região Foto: Divulgação

A Rota da Uva e Vinho no Rio Grande do Sul é perfeita para os apaixonados no assunto experimentarem uma forma de turismo diferente. A rota se localiza a 120 km da cidade de Porto Alegre e recebe o nome de Vale dos Vinhedos, pois foi o primeiro local no estado a receber os italianos no fim do século XIX e que hoje é considerada uma das principais produtora de vinhos do Brasil.

Na região, é possível encontrar inúmeras vinícolas, que se encontram separadas em três cidades: Garibaldi, Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul, que formam a Rota da Uva e Vinho no Rio Grande do Sul. A melhor maneira de aproveitar a região é conhecendo todas as suas propriedades por essas três belas cidades.

BENTO GONÇALVES
Na cidade de Bento Gonçalves, as possibilidades de turismo vão além das tradicionais oferecidas pela Rota do Vinho e se estendem a roteiros históricos. A pequena cidade é perfeita para quem deseja conhecer mais sobre a região e aproveitar tudo o que ela tem a oferecer.

A Vinícola Casa Valduga é uma das principais e maiores no ramo de produção de vinho. O local conta com visitas guiadas, além de apresentação do processo de fabricação, degustação e cursos rápidos. Em determinadas épocas do ano, a Casa Valduga realiza atividades especiais, como a colheita anual de uvas, a Festa da Vindima e a Wine Experience, que oferece degustação de vinhos e um curso de espumantes.

A Miolo também é considerada uma das maiores e mais conhecidas casas de vinho do país. A propriedade possui um megaestrutura, toda focada na enocultura, que inclui vinícola, fábrica de vinho, restaurante e hotel. A vantagem aqui é que você pode aproveitar tudo em um espaço só.

Em Bento Gonçalves, Rota do Vinho integra roteiros históricos Crédito: Divulgação/Vida sem Paredes

GARIBALDI
A cidade de Garibaldi, que faz parte da rota pelo Vale dos Vinhedos, recebeu esse nome em homenagem ao conhecido herói farroupilha, Giuseppe Garibaldi, após os episódios que marcaram a história brasileira. Essa é uma das cidades mais italianas encontradas na região, sendo perfeita para quem deseja conhecer mais sobre a gastronomia e cultura do país.

Uma das pioneiras em produção de espumante no Brasil, a Peterlongo possui autorização legal para usar o termo champagne em suas bebidas. Na visita à propriedade é possível aprender os três diferentes métodos de elaboração (Charmat, Champenoise e Asti) e conferir como era o maquinário nos primeiros anos de fabricação.

MONTE BELO DO SUL
Outra cidade que pertence a Rota da Uva e Vinho no Rio Grande do Sul, Monte Belo do Sul possui uma famosa vinícola, a Calza. A cidade foi colonizada por imigrantes italianos ao fim da Segunda Guerra Mundial e, até os dias atuais, preserva o que há de melhor da cultura desse povo.

A Vinícola Calza foi trazida ao Brasil pela família de mesmo nome, após a Segunda Guerra Mundial, trazendo consigo a tradição e as técnicas de cultivo de videiras direto da Itália. No local, os turistas podem conhecer toda a propriedade, degustar rótulos produzidos na casa e conhecer mais sobre a história e cultivo da uva.

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

13 − seis =