Rotina no isolamento aumentou sensibilidade da pele, explica dermatologista

Uso exacerbado de produtos de limpeza e higiene podem desgastar barreiras naturais da pele | Foto: Amanda Vieira/JP

A rotina que muitas pessoas tiveram no período de maior distanciamento social teve impacto na pele. Conforme explica a dermatologista Raquel Keller, muitos produtos de higiene pessoal e de limpeza da casa tomaram conta das despensas durante a pandemia e o uso excessivo deles impacta na sensibilidade da pele. Por isso, com a flexibilização da pandemia e maior exposição ao sol, é preciso tomar alguns cuidados.


“O uso exacerbado desses produtos podem desgastar as barreiras naturais da pele, deixando-a mais susceptível ao ressecamento, irritações e até mesmo a complicações de dermatoses já preexistentes”, comenta a dermatologista.

LEIA MAIS:


A jornalista Patrícia Polacow conta que tomou um susto em dezembro quando teve pela primeira vez em meses um dia de piscina prolongado depois da quarentena. “Desde criança eu não ficava ardida como fiquei”, relata. Isso mesmo usando protetor solar e chapéu, segundo Patrícia. A família precisou usar loções para queimaduras. “Agora redobrei a atenção, principalmente com as crianças”, enfatiza.


Patrícia lembra que começou o isolamento social em 16 de março, saindo apenas para fazer o supermercado e só no fim de setembro retomou algumas atividades como caminhada. “No dia [na piscina], pensei que talvez eu tivesse sido pouco cuidadosa. Mas, nas semanas seguintes, muitos amigos e familiares tiveram o mesmo problema”, relata.


A dermatologista orienta que, devido à maior sensibilidade, é importante usar bastante hidratante e protetor solar. “A pele mais sensibilizada tem menor proteção contra aos danos provocados pela radiação solar. O uso de sabonetes menos abrasivos, como os syndet, que promovem a limpeza sem ressecar, são bem recomendados durante esse período’”, conta.


Para manter a rotina e os cuidados com a pele e saúde no verão, Raquel elenca que é essencial usar e abusar do protetor solar, aumentar o consumo de líquidos, hidratar a pele e manter uma alimentação saudável. “Alimentos como cenoura, abóbora, mamão, maça e beterraba ajudam na prevenção aos [danos] que o sol causa à pele, isto porque, eles contêm os carotenoides, substâncias com importante ação antioxidante”, orienta.

Andressa Mota

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

treze + nove =