Sabor de comida feita em casa

Debora e Thiago oferecem o que sentiam falta quando atuavam em outra área: o sabor da comida caseira. (Foto: Divulgação)

Relacionar boa alimentação com rotina e trabalho puxado é bem difícil. Normalmente, esquecemos de descongelar a carne, ou de colocar o feijão de molho e no final, almoçamos qualquer coisa, menos ‘comida de verdade’.

Pensando nisso o casal Thiago Fernandes e Debora Fell montaram o restaurante Bem Maria. “Nos mudamos para Piracicaba em maio de 2012 para inaugurar uma franquia que acabou não dando certo, porém amamos a cidade e decidimos ficar e tentar algo novo. Em Santos éramos bancários (área comercial) e tínhamos muita dificuldade de conseguir almoçar bem. Foi aí que surgiu a ideia de reproduzir o que sentíamos falta: um almoço caseiro” comenta o casal.

Debora então, ingressou no curso de gastronomia do Grande Hotel em Águas de São Pedro e se apaixonou ainda mais pela profissão inaugurando o Bem Maria no final de 2012.

Antes da pandemia o restaurante servia um cardápio bem extenso de alimentos desde carnes bovinas, suínas e aves, além de acompanhamentos como arroz, feijão, batatas, massas etc “Nossa especialidade é produzir uma comida leve e saborosa, aquela do dia a dia, que a vó Maria (avó de Debora) preparava”, informou Thiago.

Segundo os proprietários do estabelecimento, o público que consome as comidas do Bem Maria são clientes que possuem pouco tempo e precisam de agilidade na hora de se servir, por isso o restaurante trabalha com uma constante reposição de alimentos no horário de funcionamento. Thiago também informa que um diferencial do lugar são as bebidas e sobremesas que podem ser levadas embora, sem consumir no local. “Tudo é pensado nessa galera que tem o dia a dia agitado, que precisa se alimentar fora do lar, em pouco tempo”, complementa.

O casal também informou que conhece a maioria dos clientes “como se eles fossem convidados” do restaurante. O lema do Bem Maria é: produzir comidas confortáveis, ou seja, refeições caseiras semelhantes aquelas típicas comidas de mãe. Inclusive, o nome do restaurante é uma homenagem a avó (Elisa Maria) e mãe (Neusa Maria) de Debora. “Minha avó e mãe são minhas inspirações na cozinha. Apesar ter o nome Maria, eu carrego esse legado em meu sangue, e acredito que toda mulher tem uma parte ‘Maria’ dentro de si”, disse Debora.

Assim como muitos restaurantes, o Bem Maria que trabalhava principalmente com Buffet teve que se adaptar as novas formas de entregar pratos com o distanciamento social. “Iniciamos o projeto da marmita personalizada, onde disponibilizamos um cardápio e o cliente que monta com as opções que deseja, tentando deixar democrático como no buffet por quilo”, também começaram uma nova linha de alimentos com a rotisserie que inclui: pães caseiros, tortas, massas, caldos, esfihas, etc.

Larissa Anunciato
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × três =