Atualmente é considerada como uma das mais respeitadas instituições fi lantrópicas do País. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Fundada em 25 de dezembro de 1854 pelo comerciante português José Pinto de Almeida, a Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba completa 165 anos.

Consagrada como uma das mais importantes e respeitadas instituições filantrópicas do país, foi a sétima Santa Casa instituída no Estado de São Paulo. Segundo o provedor João Orlando Pavão, a credibilidade da qual a Santa Casa desfruta junto à comunidade é resultado do trabalho que o Hospital desenvolve junto aos mais de 1.700 funcionários e aos 338 médicos que, mensalmente, chegam a realizar mais de 20 mil atendimentos.

“Não há fórmulas; há atitude e muito trabalho por parte de uma equipe treinada e qualificada para aliar assistência humanizada a modernas tecnologias”, disse Pavão, que também é diretor da Fehosp (Federação das Santas Casas do Estado de São Paulo), membro da CMB (Confederação das Misericórdias do Brasil) e do Sindhosfil (Sindicato dos Hospitais Filantrópicos).

Pavão enalteceu também os parceiros da Santa Casa, a exemplo dos diretores da Instituição, todos voluntários; dos empresários que adotaram 38 quartos SUS contribuindo para a reestruturação desses espaços; dos parlamentares que tem direcionado emendas beneficiando a Instituição com o repasse de verbas; e do Fórum de Piracicaba, que incluiu a Instituição na relação de entidades beneficiadas com verbas provenientes do cumprimento pecuniário de penas alternativas.

“Quero ressaltar, sobretudo, o apoio da CJ do Brasil, que além de adotar um quarto SUS e doar 10 novas e modernas máquinas de hemodiálise, é a patrocinadora máster da Corrida Pela Vida que a Santa Casa promove anualmente para conscientizar sobre a importância da doação de órgãos”, disse.

Segundo ele, o apoio que a Santa Casa tem recebido da sociedade permite à Instituição ampliar o nível da qualificação multiprofissional, manter uma estrutura hospitalar acolhedora e investir em tecnologia de ponta com vistas ao maior conforto e segurança dos processos.

Pavão garante que, para manter a consolidação de sua marca, a Santa Casa de Piracicaba dará continuidade ao plano de expansão da estrutura física do Hospital, com a construção e ampliação de serviços e setores para melhor atender a população. “Investimentos serão direcionados também para aprimorar a assistência direcionada a clientes do Santa Casa Saúde, plano de saúde da Instituição”, pontuou.

2020

Nesta semana, a Secretaria de Saúde assinou novo contrato de prestação de serviços com a Santa Casa para 2020. Serão R$ 66,3 milhões disponibilizados para procedimentos médicos de média e alta complexidades, internações hospitalares, exames e ações estratégicas para garantia dos serviços.

A contratualização entra em vigência em janeiro e garante a continuidade dos atendimentos pelo hospital aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) ao longo do ano todo. Do total do contrato, R$ 39,2 milhões são para serviços de média e alta complexidades ambulatorial e hospitalar. E, R$ 27,1 milhões correspondem a incentivo para a garantia da qualidade do atendimento. É importante destacar que R$ 19,6 milhões da parte relativa a incentivo são recursos municipais e, o restante, do Governo Federal (R$ 7,470 milhões).

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove + 18 =