Santa Casa realiza cirurgias de média e alta complexidade. (Foto: divulgação)

Depois de seis meses realizando cirurgias eletivas de urgência, a Santa Casa de Piracicaba retomou o agendamento das avaliações pré-cirúrgicas, priorizando os pacientes que tiveram cirurgias desmarcadas em função da pandemia, e os que ainda aguardam a consulta com médico especialista para definição de tratamento.

“Estamos entrando em contato com os pacientes e agendando o dia e o horário para a consulta de avaliação, momento em que o médico verifica todos os exames, avalia o estado clínico do paciente, bem como a possibilidade do agendamento cirúrgico”, disse a coordenadora do Núcleo Interno de Regulação, Francine Zarbetti.

Segundo ela, a Santa Casa tem realizado em média 15 consultas por semana. Os pacientes são encaminhados pela secretaria municipal por meio do sistema de agendamento Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde), de acordo com a prioridade de atendimento em função do estado geral de saúde do paciente. “Alguns pacientes ainda estão com receio de realizar a cirurgia e relatam que preferem aguardar mais um pouco para o agendamento do procedimento”, disse Francine.

O médico Amando de Camargo Cunha, coordenador da equipe de Cirurgia Geral da Santa Casa já está mobilizando a equipe para o mutirão. Ele lembra que, no decorrer de 2019, a Instituição realizou, em média, 390 cirurgias eletivas por mês, perfazendo um total de 4.680 procedimentos eletivos no ano passado. A maior parte deles nas áreas de cirurgia geral, ortopedia, ginecologia obstétrica, oncologia e urologia.

“Porém, com a recomendação do Ministério da Saúde para que hospitais de todo o país reduzissem as eletivas, mantendo apenas os procedimentos de urgência nesta área, a Santa Casa passou a realizar uma média de 57 cirurgias eletivas/mês no período de março a agosto deste ano”, apontou.

O HFC (Hospital dos Fornecedores de Cana) informou que retomou as cirurgias eletivas de forma gradativa. A instituição não informou o número de procedimentos. Os outros hospitais questionados não informaram sobre o retorno das cirurgias eletivas.

O Hospital Ilumina de Combate ao Câncer informou a retomada das atividades de rastreamento da Carreta Ilumina, que estavam paralisadas desde o dia 20 de março. A ação busca incluir toda a população local no rastreio de câncer por raios de monitoramento e identificar precocemente os principais tipos de cânceres: pele, mama, boca e intestino.

O Instituto Ilumina também está lançando a campanha Concertos que Salvam. O palco do Hospital estará aberto para artistas que queiram levar um pouco de sua arte para aqueles que precisam de um momento de harmonia e conforto.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

13 − quatro =