Santos busca a terceira vitória seguida sobre o Delfín-EQU

Jobson e Kaio Jorge brilharam na Argentina (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Após duas vitórias consecutivas, o Santos busca o terceiro triunfo seguido pela primeira vez na era Jesualdo Ferreira, hoje (10), às 19h15, diante do Delfín-EQU, na Vila Belmiro, em Santos, pela segunda rodada da Copa Libertadores 2020. O Peixe, que venceu o Defensa y Justicia-ARG (2 a 1), lidera a chave com três pontos, enquanto o Delfín, que empatou com o Olímpia-PAR tem um ponto.

A semana do Santos envolve partidas decisivas, já que, além da partida diante dos equatorianos, enfrenta o São Paulo em clássico do próximo sábado (14), em que o técnico Jesualdo Ferreira comparou os jogos com a sequência diante do Palmeiras e Defensa y Justicia. “É quase a mesma sequência da semana passada, só que agora é mais difícil, já que começa com o jogo da Libertadores. Focamos na recuperação física para enfrentar o Delfín, na qual estudamos igual fizemos contra a equipe argentina. Observei essa equipe em boa parte do jogo diante do Olímpia e me pareceu um time em que temos possibilidade de vencer, mas temos que estar preparados para este jogo”, explicou o treinador português.

Desconhecido no Brasil, o Delfín foi fundado em 1989 (31 anos) na cidade portuária de Manta, na região de Manabi. A equipe foi campeão do primeiro turno do Campeonato Equatoriano em 2017 e vice-campeão da Copa do Equador em 2018-19. É a primeira vez que a equipe disputa um jogo oficial no Brasil. Na temporada, a equipe está irregular, com apenas uma vitória em seis partidas. No fim de semana, perdeu para a LDU de Portoviejo-EQU, por 2 a 1.

Santos e Delfín se enfrentam pela primeira vez em um jogo oficial na história. A última vez em que o Peixe jogou em casa diante de um equatoriano, foi nas quartas de final da Libertadores de 2017, quando perdeu por 1 a 0 para o Barcelona de Guayaquil-ECU (gol de Jonatan Álvez) e foi eliminado daquela edição.

Mauro Adamoli