São Paulo promove hoje dia de vacinação contra o sarampo

São Paulo promove hoje dia de vacinação contra o sarampo
Fonte: Agência Brasil

O governo de São Paulo realiza hoje (22) o Dia D de vacinação contra sarampo no estado. Desde cedo, 1.502 postos de saúde estão abertos até as 17h para ampliar a adesão da população à vacinação.

A adesão dos municípios ao Dia D é facultativa. Dos 645 municípios paulistas, haverá vacinação em 194.

A vacinação contra o sarampo começou no dia 15 de julho e vai até o dia 31 de agosto. A vacina protege ainda contra rubéola e caxumba.

As doses estão sendo aplicadas em pessoas com idade entre 6 meses e 29 anos que ainda não tomaram as duas doses previstas no calendário nacional de imunização. Além disso, também são vacinados adultos de 30 a 49 anos de forma indiscriminada.

O calendário nacional de vacinação prevê, na rotina dos postos, a aplicação da vacina tríplice aos 12 meses (dose 1) e também aos 15 meses (dose 2) para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela. Além disso, há a dose zero para bebês com seis meses ou mais.

O Programa Estadual de Imunizações estabelece que crianças e adultos, com idade entre um ano e 29 anos, devem ter duas doses da vacina contra o sarampo no calendário. Acima desta faixa, até 60 anos, é preciso ter uma dose. A vacina é contraindicada para bebês com menos de 6 meses, bem como para pessoas imunodeprimidas e gestantes. 

Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica neste ano, até 13 de agosto, foram registrados 701 casos confirmados de sarampo e um óbito, de uma criança da cidade de São Paulo. Em 2019, foram 17.676 casos e 14 mortes.

A cobertura atual de vacina no estado é de 78,7% para a dose 1 e de 56,7% para a dose 2 na rotina. De 306 mil crianças vacinadas no estado, 240,7 mil receberam a primeira dose e 173,5 mil a segunda. Com a intensificação da campanha em julho, voltada para pessoas entre 6 meses e 29 anos, 648,3 mil foram vacinadas.

Capital

A capital paulista aderiu ao Dia D da vacinação contra o sarampo. Além dessa vacina, a capital aplica também a vacina contra a gripe (Influenza). O objetivo, segundo a prefeitura de São Paulo, é prevenir a gripe e auxiliar no diagnóstico de covid-19 [a doença provocada pelo novo coronavírus].

A campanha ocorre em todas as unidades de saúde e em 300 postos volantes espalhados pela cidade de São Paulo, instalados em supermercados, praças, shoppings, drogarias, associações de bairro, igrejas e estações de trem e de Metrô. Nestes locais, o uso de máscara é obrigatório.

Na capital, a vacina do sarampo é indicada para a população entre 1 e 2 anos de idade e entre 15 e 49 anos. Para crianças entre seis meses e 11 meses, e entre 3 e 4 anos, a vacinação é seletiva e dependerá da situação vacinal.

Já a vacina contra a gripe será aplicada nas pessoas de qualquer idade, que ainda não tenham sido vacinadas, até que os estoques de doses se esgotem.

São Paulo promove hoje dia de vacinação contra o sarampo