Saúde mental na pandemia

Foto: Pexels

O mal que acreditávamos ser passageiro vai se tornando permanente e a dificuldade de visualizar novos e mais seguros horizontes trazem sentimentos como medo, ansiedade e tristeza.

A saúde mental, neste momento, merece atenção dobrada, pois a pandemia tem afetado a vida de todos de várias formas diferentes. Estar perto dos amigos e parentes se tornou uma ameaça à vida, que loucura isso!!!

Todo este medo atingiu e abalou a saúde mental de muitas pessoas, independente de sexo, idade ou classe social, os riscos de se expor ao vírus e a incerteza em relação ao futuro tem sido encarados de forma diferente por cada indivíduo. Como alguns de nós, tem uma dificuldade maior de trazer leveza frente as adversidades da vida, a carga emocional fica muito pesada e existe um limite do que conseguimos suportar sem abater nossa saúde mental. Em fases de isolamento, a pressão psicológica fica muito pesada e a gente precisa aprender a se defender dela. Mas você pode estar se perguntado como fazer isso? Primeiro não passe o dia inteiro pensando nisso, não acredite em tudo o que dizem, não fique pesquisando sobre a doença, não fique com o pensamento voltado para uma coisa só. Alimente a sua mente com coisas novas, com o que te traz prazer e não com mais uma obrigação diária.

Existe uma teoria comprovada cientificamente de que, tudo que a sua mente for capaz de criar ela é capaz de conceber e conquistar, então crie a sua realidade, com detalhes e acredite que alcançará tudo o que imaginou. Procure sempre alimentar os pensamentos positivos, pois são eles que irão te levar para onde você merece e deve estar.

Aproveite este momento para colocar a leitura em dia, para fazer aquele curso (on-line) que sempre quis e não tinha tempo, tudo está muito mais acessível, existem diversos cursos de diversas áreas, que vão de bordados a pós-graduação. Faça atividade física, saia fazer caminhada ou monte uma academia diferente no espaço que tiver em casa e para isso utilize como pesos os produtos de limpeza e os pacotes de mantimentos, aposto que será divertido, aqui em casa adaptei como pude e estou adorando. Se exercitar oxigena a mente e após 40 minutos de prática, você tem a liberação de endorfina, que é o hormônio da felicidade!

Outra dica é preparar receitas em família, faça a massa da pizza, recheiem, assem e curtam comer juntos, não pule as etapas e aprecie todo o processo, se conheça e desenvolva as suas habilidades ao máximo.
O isolamento é físico e não social você pode telefonar para as pessoas, isso mesmo telefonar e não apenas ficar mandando mensagem, ouça a voz de alguém que ama, troque receitas, converse de coisas alegres, façam planos. Faça chamadas de vídeo e se divirtam juntos mesmo distantes. Temos que entender que muitas pessoas são mais frágeis psicológica e emocionalmente e o isolamento pode agravar e ter um impacto ruim em suas vidas.

Ajudar as pessoas também faz um bem enorme, então ajude como puder, mesmo que seja doando uma roupa que não usa mais, um alimento ou um sorriso virtual. Procure ver as necessidades das outras pessoas, ligue para alguém que esteja fragilizado e leve otimismo.
Você não precisa e não deve ficar se torturando, você precisa manter o equilíbrio emocional, então, estabeleça uma rotina diária e cumpra o que colocou ali. Ficarei muito feliz em ver a mudança que este artigo fez na sua vida, então sinta-se à vontade para entrar em contato comigo pelo meu Instagram: fabianefischer e me contar as atitudes que você tomou para melhorar a sua saúde mental.


Com carinho,
Fabiane Fischer

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 + 10 =