Secretaria da Saúde já confirmou 1.530 casos de dengue na cidade

0
86 views
Na terça-feira (18), Secretaria da Saúde realizou nova ação "de invasão" a residência com foco da dengue. (foto: Amanda Vieira/JP)

A Secretaria de Saúde de Piracicaba registrou, até o último dia 12, 1.530 casos positivos de dengue na cidade. Diante da situação de epidemia anunciada há dez dias, a pasta segue com as ações de combate ao Aedes, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Segundo a assessoria de imprensa da secretaria municipal, além do trabalho realizado semanalmente em todas as regiões do município, o PMCA (Programa Municipal de Combate ao Aedes), ligado ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), retira também materiais inservíveis em imóveis residenciais.

Nesta terça-feira (18), a ação ocorreu em uma residência no bairro Jaraguá. De acordo com coordenador do PMCA, Sebastião Amaral Campos, a equipe atuou em uma residência cuja proprietária é acumuladora de materiais recicláveis. A atividade contou com a participação de agentes de zoonoses e da Smads (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social). Durante o trabalho, um caminhão recolheu todo o material do imóvel.

O coordenador reforçou que a população precisa ter consciência da gravidade da dengue e do número de casos registrados na cidade, colaborando assim com os agentes durante as ações do CCZ permitindo, por exemplo, o acesso dos mesmos às residências. “Além disso, a população precisa ter uma ação pró-ativa, retirando diariamente os criadouros e perfurando os pratos e plantas de casa a fim de evitar o acúmulo de água, onde os ovos eclodem e as larvas se desenvolvem”, ressaltou.

As ações de combate ao mosquito prosseguem até dezembro. Estão programados ainda para este ano mais de 30 arrastões, além da visita em domicílios e entrada forçada em imóveis fechados para retirada de criadouros.

Ontem, as equipes deram continuidade ao trabalho juntos aos imóveis na chamada entrada forçada. Os agentes retornaram a uma casa na rua D. pedro I, na Cidade Alta e, em seguida, foram para outra residência a rua Samuel Alves., no Jardim Europa.

O trabalho realizado nos imóveis em que os proprietários estão ausentes ou se recusam a permitir a entrada das equipes de combate ao mosquito é realizado às quartas-feiras.

Beto Silva
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × cinco =