Sedema não sabe número de valas, mas Vila terá ampliação

Foto: Claudinho Coradini/JP

Um tanto confusa, a secretaria diz que não tem o dado sobre a disponibilidade e ocupação nos cemitérios

A Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), responsável pelos cemitérios municipais, não tem informação sobre a disponibilidade de valas e nem quantas estão ocupadas atualmente, informou a assessoria da Pasta. A secretaria explica a falta destes dados com base na afirmação de que “a fiscalização de sepulturas é realizada e alterada constantemente”. O número de óbitos em Piracicaba até a última sexta-feira (13), conforme o Portal da Transparência de Registro Civil, já soma 86,24% do que foi registrado em todo o ano 2020 – ainda faltam quatro meses para acabar o ano. Ao que tudo indica, a administração municipal está preocupada em ampliar o número de valas nos cemitérios: uma nova licitação construirá 80 novas carneiras na Vila Rezende.

Sobre os cemitérios municipais e diante de uma nova ampliação em um deles, a secretaria foi indagada pelo Jornal de Piracicaba sobre a situação atual, incluindo as estatísticas. A chefe do Setor de Cemitérios Públicos de Piracicaba, Elaine Seguezzi, limitou-se a responder tal pergunta como “boa” e complementou que “o planejamento da capacidade de sepultamento nos cemitérios municipais é constante”.

O pregão eletrônico para as obras na Vila Rezende será aberto no próximo dia 25. Assim que a empresa for contratada, a construção das 80 carneiras deverá ser executada em 120 dias – contados da data de emissão da ordem de serviço, podendo ser prorrogado. A quadra D-7 receberá o novo bloco com as gavetas em concreto armado, uma área total de 40,50 m2. Atualmente, o cemitério da Vila conta com 9.000 sepulturas, 474 lóculos e 1.080 gavetas sociais.

ÓBITOS
Conforme dados do Registro Civil, 2.916 pessoas morreram em Piracicaba até a última sexta-feira (13) – o mês de abril registrou a maior quantidade de falecimentos, um total de 492 pessoas morreram na cidade. Em 2020, o ano fechou com 3.381 mortes. Pegando um período quando não havia pandemia de covid-19, o ano de 2015 encerrou com 3.130 óbitos. De janeiro a julho, faleceram, em média, 395 pessoas – conforme os números Piracicaba terá o volume total de mortos em 2015 antes de acabar agosto.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 + 10 =