Antes de decidir levar um cão ou gato para casa, saiba que ele vai viver, em média, doze anos ou mais. / Divulgação.

Guarda responsável é o conjunto de regras básicas que deve ser seguido pela família que decide ter um animal de estimação a fim de garantir a saúde física e mental, a segurança e o bem-estar do novo membro da família.

Existem diversos pontos sobre guarda responsável. Antes de decidir levar pra casa um cão ou gato, tenha em mente que ele viverá em média doze anos ou mais e que necessitará de cuidados, independentemente das mudanças que sua vida venha a sofrer no decorrer desse período.

Além disso, é preciso estar ciente que o animal traz despesas (alimentação, cuidados veterinários e de higiene, entre outros) que devem ser consideradas no orçamento familiar. E antes de se tornar um  tutor, questione se todo mundo na sua casa gosta e quer a presença de um cão ou gato.

Os animais são seres sencientes, ou seja, eles sentem dor, sentem medo, sentem saudade, alegria, tristeza. Eles são parte da família e precisam de amor e cuidados como as crianças por exemplo.  O comportamento e personalidade do animal deve ser adequado ao estilo de vida e personalidade do tutor, ou seja, um animal ativo, precisa de um tutor também ativo.

Vale ressalta, também, que cães e gatos precisam de assistência veterinária ao longo de toda a vida. Precisam de vacina periódica, precisam de exames, precisam de cuidados sempre que necessário, além de comida e água fresca sempre à disposição.

A guarda responsável é oferecer um abrigo do sol e da chuva ao pet – precisam de uma cama quentinha e muito amor. Aliás, os animais não podem ficar presos em correntes nem podem sair para a rua desacompanhados.

A atenção da guarda deve ser redobrada: cuidado com as fugas! Portão sempre fechado, faça o Registro Geral do Animal (RGA) e mantenha a plaqueta de identificação no pescoço. Se a opção for um gato, janelas sempre teladas!

Bater, nem pensar. Eduque com amor. O tutor responsável socializa seu animal com brincadeiras e exercícios diários. Na hora do passeio, cão sempre na guia. E todo cuidado nos dias muito quentes. As patinhas queimam.

E tutor consciente castra seu animal de estimação. O animal não pode ser abandonado em situação alguma, muito menos quando fica velho ou doente. Lembre: abandono, além de ser um ato cruel, é crime! Também prefira sempre adotar ao invés de comprar. Quando você adota, você ajuda a tirar um animal das ruas ou abrigos.

Erick Tedesco

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito − 5 =