Seleção brasileira pode ficar fora da Copa América

Técnico Tite durante entrevista coletiva - Crédito foto: Divulgação/Ansa-Brasil

A Copa América que será sediada no Brasil, em plena pandemia, e com início previsto para o próximo dia 13, continua gerando polêmicas. Em entrevista coletiva concedida nesta quinta, dia 3, o técnico da seleção brasileira de futebol, Tite, revelou que atletas e comissão técnica tiveram uma reunião com o presidente da CBF, Rogério Caboclo, para conversar sobre a participação ou não da equipe na competição sul-americana.

Tite não confirmou a desistência na participação do Brasil na Copa América, mas disse que na hora apropriada, vai revelar o posicionamento do grupo. “Nós temos uma opinião muito clara e fomos lealmente, em uma sequência cronológica, eu e o coordenador da seleção, Juninho Paulista, externando ao presidente qual era a nossa opinião. Temos uma posição, mas não vamos externar agora.” – disse Tite.

O treinador brasileiro garantiu que vai revelar seu posicionamento sobre o tema somente depois dos jogos válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo; os compromissos diante do Equador, nesta sexta, dia 4, às 21h30, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS) e diante do Paraguai, na terça, dia 8, no mesmo horário, em Assunção.

“Não estou abrindo mão das respostas e estou colocando os fatos, com discernimento e sensatez que tenho. A Copa América é muito importante. Mas mais importante, é jogarmos bem, porque vamos ser cobrados, inclusive com o nosso torcedor. Temos posição clara. Mas deixa a nossa cabeça voltada para os jogos das Eliminatórias.” – enfatizou o treinador.  

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × cinco =